A produção sucroenergética na MRG de Ituiutaba, Minas Gerais

retrato da expansão e da instabilidade do setor no início do século XXI

Autores

  • Matheus Eduardo Souza Teixeira Universidade Federal de Uberlândia (UFU) https://orcid.org/0000-0002-5636-8205
  • Mirlei Fachini Vicente Pereira Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT184967388

Palavras-chave:

Setor Sucroenergético, Instabilidade territorial, Financeirização, MRG de Ituiutaba

Resumo

Na microrregião de Ituiutaba, extremo oeste do estado de Minas Gerais, plantio e processamento industrial da cana-de-açúcar se fortalecem na virada do século XXI, mas, já na segunda década, a produção também é marcada por instabilidades, reveladas nas constantes trocas dos agentes que controlam o setor. Deste modo, o objetivo do trabalho é avaliar as implicações da expansão do setor sucroenergético na Microrregião Geográfica (MRG) de Ituiutaba, as expressões indicativas de instabilidade do mesmo, bem como as estratégias de seus agentes. Realizamos coleta de dados secundários e pesquisa de campo, com o intuito de reunir informações acerca dos grupos sucroenergéticos, bem como avaliar as implicações territoriais da atividade. A área de estudo possui atualmente três usinas sucroenergéticas em funcionamento, responsáveis pelo beneficiamento de quase toda a cana-de-açúcar plantada na região. A dinâmica recente dos grupos investigados revela que a atual instabilidade do setor os obriga a tornar a atividade mais lucrativa, o que aparentemente se realiza a partir do controle da produção por grupos com maior expertise de gestão, mais competitivos e capitalizados, o que resultou na atração de agentes de capital aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Eduardo Souza Teixeira, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Doutorando em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Uberlândia (Conceito CAPES 5), atuando na linha de pesquisa "Dinâmicas Territoriais". Mestre em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Uberlândia. Graduado em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia no Instituto de Ciências Humanas do Pontal - ICHPO/UFU com habilitação em licenciatura e bacharelado. Foi Professor de Geografia no Programa Ações Formativas Integradas de Apoio ao Ingresso no Ensino Superior (Afin), na Universidade Federal de Uberlândia (campus Pontal) nos anos de 2015, 2016 e 2017. 

Mirlei Fachini Vicente Pereira, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Professor Associado, Instituto de Geografia, UFU

Downloads

Publicado

13-03-2023

Como Citar

TEIXEIRA, M. E. S.; PEREIRA, M. F. V. A produção sucroenergética na MRG de Ituiutaba, Minas Gerais: retrato da expansão e da instabilidade do setor no início do século XXI. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 18, n. 49, p. 98–119, 2023. DOI: 10.14393/RCT184967388. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/67388. Acesso em: 22 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos