Desenvolvimento sustentável na agricultura familiar

avaliação a partir de indicadores multidimensionais

Autores

  • Caroline Viganó Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Marcio Gazolla Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) https://orcid.org/0000-0002-4807-6683
  • Larisse Medeiros Gonçalves Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Cristiane Maria Tonetto Godoy Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT184966819

Palavras-chave:

Agricultura familiar, Indicadores de sustentabilidade, Desenvolvimento sustentável

Resumo

O objetivo geral deste estudo foi selecionar e construir indicadores de desenvolvimento sustentável (DS) na agricultura familiar (AF) leiteira, de forma a proceder a avaliação dos processos e práticas multidimensionais de sustentabilidade. A elaboração deste trabalho ocorreu a partir de uma pesquisa de campo realizada em 10 unidades produtivas de agricultores familiares da pecuária leiteira, da Comunidade Passo da Ilha, no Município de Pato Branco/PR. Para operacionalizar a avaliação da sustentabilidade foram identificados na literatura através de uma pesquisa bibliográfica, 79 indicadores. Destes, foram selecionados e propostos 31 indicadores nas três dimensões do DS da AF (econômica, social e ambiental). Os dados foram coletados mediante a aplicação de um questionário, entrevista semiestruturada, observações e diário de campo, que foram analisados quanti e qualitativamente. Os principais resultados obtidos evidenciam que o DS das experiências investigadas corresponde a um nível médio de sustentabilidade com nota 2,4, em uma escala de 1 a 4. Os indicadores mais fragilizados são os ganhos econômicos nos canais de comercialização, valor agregado da produção, práticas de saneamento básico e pretensão em continuar atividades da UP, que apresentaram as menores notas. Os indicadores com melhores resultados são a renda bruta per capita anual, qualidade da moradia dos agricultores e as práticas sustentáveis das unidades de produção. Enfatiza-se que indicadores de DS são instrumentos importantes de planejamento dos atores sociais regionais e seu acompanhamento e avaliação constantes, podem fornecer subsídios valiosos para as instituições e as políticas públicas que visam o desenvolvimento sustentável na agricultura familiar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caroline Viganó, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Contadora, Professora Substituta do Magistério Superior do Departamento de Ciências Contábeis (DACON) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, UTFPR-PB. Mestre em Desenvolvimento Regional pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Especialista em Cálculos Trabalhistas (UNOPAR).Especialista em Contabilidade, Perícia e Auditoria (UNOPAR) e possui Graduação em Ciências Contábeis pela UTFPR. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Desenvolvimento, Alimentação, Mercados e Políticas Públicas (GEPPADEM).

Marcio Gazolla, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Bolsista de Produtividade Científica do CNPq. Possuo Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (2002), Mestrado em Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004) e Doutorado em Desenvolvimento Rural pela mesma instituição, com período de Doutoramento Sanduíche na Itália, na Universidade de Pisa (2012). Professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) - Campus Pato Branco/PR. Professor Permanente do Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR - Mestrado e Doutorado). Com experiência na Área de Desenvolvimento Rural e Regional, especialmente em Economia, Sociologia, Administração e Alimentação Saudável e Sustentável, com ênfase nos seguintes temas: Agricultura familiar. Agroecologia e desenvolvimento sustentável. Agroindústrias familiares. Alimentação saudável e sustentável. Cadeias curtas agroalimentares. Consumo de alimentos. Sistemas sociotécnicos e locais/regionais de inovação e tecnologia. Mercados agropecuários e alimentares. Segurança alimentar e nutricional. Sustentabilidade ambiental. Políticas públicas de desenvolvimento (regionais e rurais). Mercados e comercialização digital da agricultura familiar.

Larisse Medeiros Gonçalves, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

É Engenheira Agrônoma pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA) (2017) e Engenheira de Segurança do Trabalho (2022). Mestra em Agronomia, com ênfase em Produção Vegetal (Diversificação e Manejo Sustentável de Hortaliças), pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) (2020). Especialista em gestão, licenciamento e auditoria ambiental (2018). Atualmente, cursa doutorado no Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR) da UTFPR. Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. A pesquisa em foco para tese engloba a articulação de redes agroecológicas diante o contexto pandêmico. É integrante e colaboradora de Grupo de Estudos de Sustentabilidade e Ambiente (http://www.pb.utfpr.edu.br/gepas/index.php). Ademais, também trabalha com facilitação, acompanhamento e indicadores de transição agroecológica em agroecossistemas familiares, cadeiras curtas de abastecimento, bem como temáticas acerca de sustentabildiade e Soberania Alimentar e Segurança Alimentar e Nutricional (SSAN).

Cristiane Maria Tonetto Godoy, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (2008), mestrado em Extensão Rural pela Universidade Federal de Santa Maria (2011) e Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural (2015), Pós-Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Linha Meio Ambiente e Sustentabilidade (2017) e Pós-Doutorado em Desenvolvimento Regional, UTFPR, Linha Regionalidade e Sustentabilidade (2022). Atuou também como tutor a distância da Universidade Aberta do Brasil - UAB/UFSM e como assessora territorial de gestão social do projeto Nedet/MDA. Tem experiência na área de Agronomia, Extensão Rural e Desenvolvimento Regional e Sustentável, atuando principalmente nos seguintes temas: agricultura familiar, agroecologia, educação ambiental, educação rural, desenvolvimento rural, sustentabilidade, gênero, população rural, meio ambiente e sociedade, extensão rural, comunicação rural, territorialidade, extensão universitária, produção acadêmica, desenvolvimento regional, construção de identidades e as demais nuances. 

Downloads

Publicado

13-03-2023

Como Citar

VIGANÓ, C.; GAZOLLA, M.; GONÇALVES, L. M.; GODOY, C. M. T. Desenvolvimento sustentável na agricultura familiar: avaliação a partir de indicadores multidimensionais. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 18, n. 49, p. 73–97, 2023. DOI: 10.14393/RCT184966819. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/66819. Acesso em: 20 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)