Efeitos da implantação de projetos de assentamentos rurais na estrutura fundiária do município de Caiapônia (GO) - Brasil

Autores

  • Santiago Soares da Silva Universidade Federal de Goiás
  • Evandro César Clemente Universidade Federal de Jataí - UFJ

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT174613

Palavras-chave:

Estrutura fundiária, Efeitos territoriais, Assentamentos rurais, Caiapônia

Resumo

O propósito deste estudo é demonstrar os principais efeitos da criação dos Projetos de Assentamentos Rurais pelo INCRA na estrutura fundiária do município de Caiapônia/GO. Para a consecução da pesquisa, foram efetuadas coleta e a sistematização de dados dos Censos Agropecuários do IBGE de 1995, 2006 e 2017 e da estrutura fundiária pelo INCRA 2018 e, ao final, realizou-se o desmembramento das parcelas dos assentamentos, considerando-as como imóveis rurais. Dentre os resultados obtidos, verificou-se que, mesmo com a criação de 13 Projetos de Assentamentos pelo INCRA e os efeitos ocasionados no território no município, a propriedade da terra permanece bastante concentrada, visto que o estrato do número de imóveis de até 250 hectares teve um acréscimo de apenas 2,71 pontos percentuais. Os imóveis considerados médios e grandes abarcam mais de 80% do total das terras, o que denota ainda elevada concentração.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Santiago Soares da Silva, Universidade Federal de Goiás

Licenciado em Geografia pela Universidade Federal de Goiás –UFG -Universidade Federal de Jataí -GO, Mestre em Geografia pelo PPGEO (UFG/UFJ) -Jataí/GO -2019. Docente na Universidade de Rio Verde -UniRV -Campus Caiapônia -GO. 

Evandro César Clemente, Universidade Federal de Jataí - UFJ

Graduado - licenciatura e bacharelado - Mestre e Doutor pela FCT/UNESP de Presidente; Pós Doutor pelo IG/UFU

Downloads

Publicado

26-10-2022

Como Citar

SILVA, S. S. da; CLEMENTE, E. C. Efeitos da implantação de projetos de assentamentos rurais na estrutura fundiária do município de Caiapônia (GO) - Brasil. Revista Campo-Território, Uberlândia-MG, v. 17, n. 46 Ago., p. 291–314, 2022. DOI: 10.14393/RCT174613. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/66352. Acesso em: 29 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos