Paisagem pastoril

expressão cultural-agrária do Pampa

Autores

  • Felipe Leindecker Monteblanco Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense - IFSul
  • Cesar De David Universidade Federal de Santa Maria - UFSM https://orcid.org/0000-0003-0872-9181

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT164407

Resumo

No presente artigo, realizamos uma geografia retrospectiva do Pampa brasileiro na escala do Sudoeste Gaúcho, exercício através do qual enxergamos sua face historicamente construída: a paisagem pastoril, uma paisagem agrária. Desvelamos uma obra com origem moderno-colonial, mas que, por fundada na extensividade, foi sendo rotulada como “excessivamente entregue à natureza”, “arcaica” ou “pré-capitalista”. Observamos uma herança secular da pecuária extensiva que agora sucumbe rapidamente ao avanço da soja. Um patrimônio territorial e agrário que é agora reduzido a remanescentes, confinados em geografias refratárias a usos hegemônicos. Redutos estes, que, por outro lado, veem crescer formas de valorização do diverso e do singular, na esteira das próprias sequelas deixadas pelo “intensivismo” e pelos processos de massificação globalizantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Leindecker Monteblanco, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense - IFSul

É graduado em Geografia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), com especialização em Gestão Ambiental pelo Centro Universitário Franciscano (UNIFRA) atual Universidade Franciscana (UFN), mestrado em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e doutorado em Geografia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), com estágio de Doputorado Sanduíche na Universidad Pablo de Olavide (Sevilha, Espanha), através de fomento da CAPES/PRINT - Edital nº 41/2017. Atualmente atua no cargo de Técnico em Assuntos Educacionais no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense (IFSul), campus Santana do Livramento.

Cesar De David, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Professor Titular da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) lotado no Departamento de Geociências (CCNE). Doutor em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005), com Pós-doutorado pela Universidade de Le Mans (França). Mestre em Geografia pela UNESP - Rio Claro (1995). Possui graduação em Geografia Licenciatura e Especialização pela UFSM. Foi professor do Centro Universitário Franciscano (FIC/UNIFRA/UFN). Possui experiência em ensino, pesquisa e extensão na área de Geografia Humana, com ênfase em geografia agrária, atuando nos seguintes temas: Territorialidades rurais, agricultura familiar e educação do campo. É líder do Grupo de Pesquisa em Educação e Território (GPET) e coordena o Núcleo de Estudos da Paisagem (NEPA) da UFSM Silveira Martins.

Downloads

Publicado

20-04-2022

Como Citar

MONTEBLANCO, F. L.; DE DAVID, C. Paisagem pastoril: expressão cultural-agrária do Pampa. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 17, n. 44 Abr., p. 145–169, 2022. DOI: 10.14393/RCT164407. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/63561. Acesso em: 22 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos