La emigración rural de los productores familiares en la Región Noreste del Uruguay (2000-2018)

Autores

  • Rodrigo Luan Childe Pereira Centro Universitario Región Noreste - Sede Rivera - UDELAR https://orcid.org/0000-0002-2401-8294
  • Marcel Achkar Laboratorio de Desarrollo Sustentable y Gestión Ambiental del Territorio, Instituto de Ecología y Ciencias Ambientales, Facultad de Ciencias, UdelaR
  • Cesar De David Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Naturais e Exatas, Departamento de Geociências. https://orcid.org/0000-0003-0872-9181

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT174866443

Palavras-chave:

Territorios agrarios, Permanencia de productores familiares, Unidades productivas familiares, Espacio rural

Resumo

La distribución de la población rural en el territorio uruguayo ha generado una preocupación persistente, desde la geografía agraria se analiza la disminución de los productores familiares (PF) ya que esta población se relaciona a una forma específica de uso, gestión y apropiación de los bienes de la naturaleza como estructura base que hace del campo un lugar de vida, trabajo y reproducción y por lo tanto contribuye con una forma específica de cultura rural. Se busca una aproximación de la temática desde la visión de los PF y la percepción sobre el territorio rural de la Región Noreste (RNE) de Uruguay. Los resultados muestran la complejidad de la migración rural, emergente de un problema histórico, donde la interacción entre cinco aspectos principales: dinámica cultural del campo, rentabilidad, falta de relevo generacional, disponibilidad de servicios e infraestructura y la expansión del agronegocio, constituyen los factores principales que condicionan los procesos migratorios de los productores familiares, interactuando con otros factores: políticas públicas, falta de alternativas, falta de capacitación y limitada asociatividad.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Luan Childe Pereira, Centro Universitario Región Noreste - Sede Rivera - UDELAR

Doutorando em Geografia (Conceito CAPES 5), Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil. Mestre em Geografia (UFSM-RS 2021), Bacharel em Recursos Naturais (Faculdade de Ciências, Udelar, 2018) e Técnico em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Sustentável (Faculdade de Ciências, Udelar, 2014). Universidade da República Uruguaia. Professor do PDU "Estudos Interdisciplinares de Sistemas Territoriais Complexos na Região Nordeste", Centro Universitário de Rivera (CUR) - Nordeste CENUR e professor do Laboratório de Recursos Naturais (Faculdade de Ciências - Sede Rivera). Faço parte do "Grupo de Pesquisa em Educação e Território (GPET)-Programa de Pós-Graduação em Geografia, Campus Santa Maria (Brasil - RS). Espaço de Formação Integral (EFI) - Observatório sobre territórios rurais no norte do Uruguai: extensão, organizações e desenvolvimento territorial Trabalhos realizados nas áreas de Recursos Naturais e Geografia, Geografia Agro-Rural, Território, Transformações Territoriais, Vulnerabilidade Ambiental Trabalhos na temática da migração rural, produção familiar Trabalho com ferramentas do Sistema de Informação Geográfica Docente em cursos como Avaliação de Impacto Ambiental, Avaliação de Recursos Naturais e Sistema de Informação Geográfica, entre outras.Linhas de pesquisa: Agricultura Familiar na Região Nordeste do Uruguai;Programa de Pesquisa Rio Negro;A Configuração Territorial dos Pescadores Artesanais do Rio Negro.

Marcel Achkar, Laboratorio de Desarrollo Sustentable y Gestión Ambiental del Territorio, Instituto de Ecología y Ciencias Ambientales, Facultad de Ciencias, UdelaR

Doutor em Ciências Agronômicas INP-ENSAT Toulouse França, 2005. Mestre em Ciências Ambientais. FC. UdelaR, 2000. Graduado em Geografia, FC. UdelaR. 1997. Docente, investigador, a tempo inteiro no Laboratório de Desenvolvimento Sustentável e Gestão Ambiental do Território, Instituto de Ecologia e Ciências Ambientais, Faculdade de Ciências UdelaR. Pesquisa em Geografia Rural e avaliação de recursos naturais. Pesquisador Nível I do Sistema Nacional de Pesquisadores. Pesquisador Gr. 4 PEDECIBA Geociências. Nível 3 na Faculdade de Pós-Graduação da Faculdade de Agronomia.

Cesar De David, Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Naturais e Exatas, Departamento de Geociências.

Professor Titular do Departamento de Geociências (CCNE) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Doutor em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005), com Pós-doutorado pela Universidade de Le Mans - França (2015). Mestre em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP - Rio Claro (1995). Tem especialização em Geociências - Usos e recursos do espaço do Rio Grande do Sul - UFSM (2001). Possui graduação em Geografia Licenciatura, Filosofia Licenciatura e Filosofia Bacharelado pela UFSM. Possui experiência em ensino, pesquisa e extensão na área de Geografia Humana, com ênfase em Geografia Rural e Agrária, atuando nos seguintes temas: Territorialidades rurais, agricultura familiar e educação do campo. É líder do Grupo de Pesquisa em Educação e Território (GPET) e coordena o Núcleo de Estudos da Paisagem (NEPA) da UFSM Silveira Martins.

Publicado

28-11-2022

Como Citar

CHILDE PEREIRA, R. L.; ACHKAR, M.; DE DAVID, C. La emigración rural de los productores familiares en la Región Noreste del Uruguay (2000-2018). Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 17, n. 48, p. 27–55, 2022. DOI: 10.14393/RCT174866443. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/66443. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos