Agricultura familiar, pluriatividade e turismo rural: reflexões a partir do território fluminense

Autores

  • Glaucio José Marafon UERJ

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT1111776

Palavras-chave:

Agricultura familiar, Pluriatividade, Turismo Rural, Território Fluminense

Resumo

O Território Fluminense encontra-se marcado por um intenso processo de urbanização que tem provocado profundas transformações socioespaciais. Entre elas destacamos as atividades associadas ao turismo rural contemporâneo, com a proliferação de hotéisfazenda, spas, pousadas, e casas de segunda residência, e a manutenção e até mesmo o aumento da produção familiar. A proliferação dessas atividades possibilitou aos produtores familiares a inserção em atividades não-agrícolas e consequentemente o aumento da renda familiar. Porém esse processo ocorre nas áreas dos eixos de urbanização e próxima a RMRJ. Nas áreas mais distantes, os produtores familiares continuam na dependência da renda agrícola e enfrentando inúmeros problemas para a realização de suas atividades.Destarte, o objetivo desse ensaio é o de apresentar algumas características sobre as abordagens da produção familiar e suas estratégias de sobrevivência, seja através de empregos agrícolas ou não-agrícolas, e o papel que o turismo rural vem desempenhando nesse processo. Nossa reflexão está centrada a partir do território fluminense resultado de nossas investigações sobre as transformações que estão ocorrendo em seu espaço rural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Glaucio José Marafon, UERJ

Professor do Departamento de Geografia

Downloads

Publicado

09-03-2006

Como Citar

MARAFON, G. J. Agricultura familiar, pluriatividade e turismo rural: reflexões a partir do território fluminense . Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 1, n. 1 Fev., p. 17–40, 2006. DOI: 10.14393/RCT1111776. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/11776. Acesso em: 13 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos