"O coração precisa ser pego de surpresa para ser incriminado"

o erotismo e a pornografia na escrita de Natalia Polesso

Autores

  • Mariana Mota Lopes Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.14393/AM-v17n2-2020-57527

Palavras-chave:

Pornografia; Erotismo; Literatura; Natalia Polesso.

Resumo

O que separa os conceitos de erotismo e pornografia é algo tão indefinível e tão tênue quanto o que delimita o que é arte. Para o senso comum, a ideia de que o texto erótico tem maior preocupação com a forma e a linguagem utilizada é mais difundida; pensa-se que, ao contrário dos textos pornográficos, a preocupação e o objetivo maior do texto não seriam apenas a excitação do leitor, mas também a criação artística e a expressão literária.

Mas existem textos que, mesmo possuindo muitas das características comumente atribuídas a textos pornográficos, são tidos como eróticos. O contrário também pode ser observado. É nesse ponto que começa nossa análise. O que, então, determina quais textos recebem qual rótulo, ou melhor: quem determina. 

A partir da análise do conto de Natalia Borges Polesso, O coração precisa ser pego de surpresa para ser incriminado, e das teses acerca do que seria erotismo e pornografia e o que os diferencia, buscamos chegar à conclusão de que, na verdade, o que diferencia os dois tipos de texto não são suas características, mas sim o leitor que, a partir de seus ideais e experiências determinará, para si, se o que lê é erótico ou pornográfico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

06.11.2020