REPARAÇÃO DA PAREDE TORÃ?CICA DE CÃO COM CARTILAGEM AURICULAR DE BOVINO CONSERVADA EM GLICERINA A 98% - RELATO DE CASO

Autores

  • BRACCIALLI, C.S. Departamento de Clínica e Cirurgia/ UNIMAR - Marília-PR
  • DALECK, C.R. Departamento de Cirurgia Veterinária/UNESP-Jaboticabal-SP
  • REPETTI, C.S.F. Departamento de Clínica e Cirurgia /UNIMAR - Marília-PR
  • HATAKA, A. UNIMAR - MARILIA-PR
  • FRIOLANI, M. Departamento de Clínica e Cirurgia/UNIMAR, MARILIA-PR

Palavras-chave:

implante, glicerina, cartilagem, tórax, cão.

Resumo

Um cão com 6 anos de idade pesando 8 kg, foi atendido no Hospital Veterinário da Universidade de Marília apresentando politraumatismo perfurante da parede torácica direita, pneumotórax e hemotórax. Após exames clínicos e radiológicos e adoção de protocolo terapêutico emergencial, foi utilizada uma placa de cartilagem colhida do pavilhão auricular de bovino, conservada em glicerina, como bioprótese na reparação da parede torácica. O animal apresentou evolução clínica satisfatória, normalidade dos padrões fisiológicos da respiração, simetria do contorno torácico e com bom aspecto cosmético final. A bioprótese bovina pode ser utilizada em lesões traumáticas na parede torácica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-12-13

Como Citar

C.S., B., C.R., D., C.S.F., R., A., H., & M., F. (2007). REPARAÇÃO DA PAREDE TORÃ?CICA DE CÃO COM CARTILAGEM AURICULAR DE BOVINO CONSERVADA EM GLICERINA A 98% - RELATO DE CASO. Veterinária Notícias, 11(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/18661

Edição

Seção

Artigos