Entrevista: César Tello - Reformas Educativas en América Latina: tendencias y escenarios

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v12n2a2023-69397

Palavras-chave:

Reformas educacionais, América Latina, Organismos Internacionais

Resumo

Os estudos desenvolvidos por Cesar Tello concernentes ao enfoque das Epistemologias da Política Educacional assim como sua atuação orgânica na Red Latinoamericana de Estudios Epistemológicos en Política Educativa têm se constituído em expressivos contributos para análises sobre o campo teórico da política educacional em termos da produção de conhecimento na América Latina. Na presente entrevista, Tello apresenta um panorama sobre tendências de estudos sobre as reformas educacionais da América Latina; alguns elementos precípuos que configuram as reformas realizadas pelas agendas governamentais na região e determinados vínculos entre governos e organismos internacionais no Continente Latinoamericano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Maria Vieira Silva, Universidade Federal de Uberlândia - Brasil

Pós-doutorado em Educação. Professora do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal   de Uberlândia. Uberlândia. MG. Brasil. Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal. Rio Grande do Norte. Brasil.

Alda Maria Duarte Araújo Castro, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - Brasil

Pós-doutorado em Educação. Professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal. Rio Grande do Norte. Brasil.

Kildo Adevair dos Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - Brasil

Doutor em Políticas Públicas da Educação e Profissão Docente. Professor do Centro de Educação Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal. Rio Grande do Norte. Brasil.

Referências

Ball, S. J. (1993). What is policy? Texts, trajectoriesand toolboxes. Discourse: Studies in the Cultural Politics of Education, v. 13, n. 2, pp. 10-17

Bourdieu, P. (2002). Los usos sociales de la ciencia. Buenos Aires: Nueva Visión.

Dale, R. (1982).Education and the Capitalist State: contributions and contradictions. In: Apple, M. (Comp.). Cultural and Economic Reproduction in Education (pp.126-161). London: Routledge y KeganPaul

Dolowitz, D. y Marsh, D. (2000). Learning From Abroad: The Role of Policy Transfer in Contemporary Policy Making, Governance,v. 13, n. 1, pp. 5-24

Jones, C. O. (1970). An Introductionto the Study of Public Policy. Belmont: Wadsworth.

Steiner-Khamsi, G. (Ed.). (2004). The Global Politics of PolicyBorrowingand Lending. New York: Teachers College Press

Tello, C. (2015) El swarming como modelo analítico para pensar las políticas educativas. Olhares Revista do Departamento de Educação da Unifesp, v. 3, n. 2, pp.15-33

Tello, C. (2016). Globalización neoliberal y políticas educativas en Latinoamérica. Journal of Supranational Policies of Education, nº 4, pp. 38-53

Tello, C. (2017). Reflexiones sobre la enseñanza de la política educativa y la formación de investigadores en el campo. Revista Diálogo Educacional, v. 17, n. 53, 2017, pp. 1017-1050

Tello, C. (2018) Políticas educativas na América Latina: para uma compreensão da globalização neoliberal. Revista Educação e Políticas em Debate, v. 7, n. 2, pp. 328-345.

Tello, C. (2022). ¿Es el Estado el objeto de estudio de la política educativa? Contextualizaciones histórico-epistemológicas. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, v. 7, pp. 1–26

Publicado

2023-05-18

Como Citar

SILVA, M. V.; CASTRO, A. M. D. A.; SANTOS, K. A. dos. Entrevista: César Tello - Reformas Educativas en América Latina: tendencias y escenarios. Revista Educação e Políticas em Debate, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 575–581, 2023. DOI: 10.14393/REPOD-v12n2a2023-69397. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/69397. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ - ESTADO E POLÍTICAS EDUCACIONAIS NA AMÉRICA LATINA: CONFIGURAÇÕES ATUAIS