O discurso institucional sobre a política de cotas na UNEB: uma análise a partir de enunciados verbais e não verbais da Pró-Reitoria de Ações Afirmativas (PROAF)

Autores

  • Gean César dos Santos Nogueira Universidade do Estado da Bahia - Brasil https://orcid.org/0000-0002-5141-2895
  • Tatyanne Gomes Marques Universidade do Estado da Bahia - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v11n1a2022-64908

Palavras-chave:

Ensino Superior, UNEB, Discurso, Cotas, Bolsa de estudo

Resumo

O presente estudo tem por objetivo conhecer e analisar o discurso institucional da Universidade do Estado da Bahia sobre a política de cotas. Para tanto, utilizou-se da abordagem qualitativa por meio de um estudo pautado na Análise do Discurso (AD). Foram objetos da análise: documentos como resoluções; regulamentações; e publicações institucionais feitas nas páginas da Pró-Reitoria de Ações Afirmativas. Diante das análises, tomou-se conhecimento de um discurso institucional voltado para uma ideologia inclusiva e democrática. A pesquisa revela que, embora a UNEB seja pioneira na implementação das cotas no Brasil e produza um discurso na perspectiva da inclusão, o movimento estudantil reivindica mais bolsas para pretos/as tanto no âmbito do ensino quanto da extensão e da pesquisa. Dessa forma, a UNEB, por mais que produza discursos sobre as cotas, ainda não conseguiu contemplar muitos sujeitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Gean César dos Santos Nogueira, Universidade do Estado da Bahia - Brasil

Graduando em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia – Campus XII; Membro do Núcleo de Estudo, Pesquisa e Extensão Educacional Paulo Freire (NEPE/UNEB). Bolsista FAPESB pelo Programa Institucional de Iniciação Científica (IC/UNEB).

Tatyanne Gomes Marques, Universidade do Estado da Bahia - Brasil

Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da UFMG; Professora no Departamento de Educação – DEDC XII/UNEB; Professora no Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGED/UESB; Pesquisadora do Núcleo de Estudo, Pesquisa e Extensão Educacional Paulo Freire (NEPE/UNEB). 

Referências

CAREGNATO, R. C. A.; MUTTI, Regina. Pesquisa qualitativa: análise de discurso versus análise de conteúdo. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, Out-Dez, 679-84, 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/tce/v15n4/v15n4a17.pdf. Acesso em: 17 abr. de 2021.

CARVALHO, J. B. de. Cotas na UNEB: Um marco das Ações Afirmativas na Bahia e no Brasil. Publicado pelo canal PROAF UNEB, 2020. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=L5ez3M5BrR8&t=4797s. Acesso em: 10 de abr. de 2021.

CHAVES, L. de G. M. Minorias e seu estudo no Brasil. Revista de Ciências Sociais, Fortaleza, v. 1, n. 1, p. 149-168, 1971.

GODOY. A. S. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas. São Paulo, v. 35, n. 3, p. 20-29. mai/jun. 1995. Disponível em: http://www.spell.org.br/documentos/ver/12736/pesquisa-qualitativa--tipos-fundamentais/i/pt-br. Acesso em: 17 jun. 2021.

GOMES, J. B. B. A recepção do instituto da ação afirmativa pelo direito Constitucional brasileiro. Revista de informação legislativa, Brasília, v. 38, n. 151, p. 129-152, jul./set. 2001. Disponível em: http://www2.senado.leg.br/bdsf/handle/id/705. Acesso em: 21 set. 2021.

GUIMARÃES, A. S. A. Como trabalhar com "raça" em sociologia. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.29, n.1, p. 93-107, jan./jun. 2003.

HADDAD, S. Educação de jovens e adultos no Brasil (1986-1998) / Sérgio Haddad (Coord.). – Brasília: MEC/Inep/ Comped, 2002.

LEMOS, L. O poder do discurso na cultura digital: o caso do twitter. 1ª Jornada Internacional de Estudos do Discurso (JIED). Maringá – Paraná, 2008 Disponível em: http://www.ple.uem.br/jied/pdf/O%20PODER%20DO%20DISCURSO%20NA%20CULTURA%20DIGITAL%20lemos.pdf. Acesso em: 15 mar. 2021.

MARQUES, T. G. Um pé na roça – outro na universidade: experiências de acesso e permanência de jovens mulheres da roça na Universidade do Estado da Bahia – UNEB. Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-Graduação em Educação, Conhecimento e Inclusão Social. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, 2019. Disponível em: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-BBPFV2. Acesso em: 15 out. 2020.

MATTOS, W. R. de. 2003 – O Ano do Começo: características e Aspectos Iniciais da Implantação do Sistema de Cotas para Negros na Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Plurais. Salvador, v1, n1, p. 120-142, jan/abr. 2020. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/plurais/article/view/7. Acesso em: 15 set. 2020.

OLIVEIRA, D. 18 anos de Cotas na UNEB: Histórias de Lutas e Garantia de Direitos. Universidade do Estado da Bahia. Salvador. 24 nov. 2020. Disponível em: https://portal.uneb.br/noticias/2020/11/24/18-anos-de-cotas-na-uneb-historias-de-lutas-e-garantia-de-direitos/. Acesso em: 28 nov. 2020.

ORLANDI, E. P. Análise de Discurso: Conversa com Eni Orlandi. Raquel Goulart Barreto. TEIAS, Rio de Janeiro, ano 7, nº 13-14, jan/dez. 2006.

ORLANDI, E. P. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. 13 ed. Campinas: Pontes Editora, 2020.

PÊCHEUX, M.; FUCHS, C.: A Propósito da Análise Automática do Discurso: Atualização e Perspectivas. 1975. In: GADET, Françoise; HAK, Tony (Orgs); (Tradutores Bethânia S. Mariani et. Al.). Por uma Análise Automática do Discurso: uma introdução a obra de Michel Pêcheux. 3 ed. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1997.

PIOVESAN, F. Ações afirmativas da perspectiva dos direitos humanos. In: Ações Afirmativas e Combate ao Racismo nas Américas. Brasília: Ministério da Educação: UNESCO, 2005.

PROAF – Pró-Reitoria de Ações Afirmativas. Figura 4 – Publicação no Instagram Oficial da PROAF. Instagram oficial da PROAF, 2020. Disponível em: https://www.instagram.com/p/CH8UgQWAABY/. Acesso em: 03 mar. 2021.

SANTANA, M. C. G. S; SILVA, Núbia M. da. O sistema de cotas na Universidade do Estado da Bahia: um recorte histórico sobre o perfil, permanência e contribuições aos estudantes. (Trabalho de conclusão de curso) Universidade do Estado da Bahia. Guanambi- Ba.2014. Disponível em: http://campusxii.uneb.br/biblioteca/arquivos/299.pdf. Acesso em: 10 nov. 2020.

SILVA, V. S. Políticas de ações afirmativas na Uneb: Memórias de um acontecimento histórico. MUJIMBO. Salvador. v. 1, n. 1, julho de 2010.

UNEB – Universidade do Estado da Bahia. Anuário UNEB em Dados: 2019 - Base 2018/ Universidade do Estado da Bahia. – Salvador: EDUNEB, 2019.

UNEB – Universidade do Estado da Bahia. Figura 1 – Página Inicial da PROAF. Portal UNEB, 2020. Disponível em: https://portal.uneb.br/proaf/. Acesso em: 26 fev. 2021.

UNEB – Universidade do Estado da Bahia. FIGURA 2 – Comemoração dos 18 anos de implementação das cotas e do mês da Consciência Negra. Portal UNEB, 2020. Disponível em: https://portal.uneb.br/noticias/2020/11/24/18-anos-de-cotas-na-uneb-historias-de-lutas-e-garantia-de-direitos/. Acesso em: 26 fev. 2021.

UNEB – Universidade do Estado da Bahia. FIGURA 3 –18 anos das cotas na UNEB. Pró-Reitoria de Ações Afirmativas, 2020. Disponível em: https://portal.uneb.br/proaf/2020/08/. Acesso em: 26 fev. 2021.

UNEB – Universidade do Estado da Bahia. FIGURA 5 – Lançamento da HQ digital sobre o sistema de Cotas. Portal da UNEB, 2021 Disponível em: https://portal.uneb.br/noticias/category/ultimas-noticias/page/28/. Acesso em: 30 mar. 2021.

UNEB – Universidade do Estado da Bahia. Resolução nº 1.023/2014. Publicada no D.O.E. de 02-04-2014, p. 29. Aprova a criação e implantação da Pró-Reitoria de Ações Afirmativas (PROAF) da UNEB. Disponível em: https://bityli.com/oRbj1Kf. Acesso em: 24 mar. 2021.

UNEB – Universidade do Estado da Bahia. Resolução nº 196/2002. Disponível em: https://bityli.com/qxHbM. Acesso em: 20 nov. 2020.

UNEB – Universidade do Estado da Bahia. Resolução nº 1.397/2019. Publicada no D.O.E. de 06-12-2019, p. 26. Aprova a reestruturação e o Regimento Interno da Pró-Reitoria de Ações Afirmativas (PROAF) da UNEB. Disponível em: https://bityli.com/gLCqH. Acesso em: 24 mar. 2021.

Downloads

Publicado

2022-03-01

Como Citar

Nogueira, G. C. dos S. ., & Marques, T. G. . (2022). O discurso institucional sobre a política de cotas na UNEB: uma análise a partir de enunciados verbais e não verbais da Pró-Reitoria de Ações Afirmativas (PROAF). Revista Educação E Políticas Em Debate, 11(1), 215–232. https://doi.org/10.14393/REPOD-v11n1a2022-64908

Edição

Seção

DOSSIÊ - POLÍTICA DE AÇÕES AFIRMATIVAS EM INSTITUIÇÕES DO ENSINO SUPERIOR (IES): EM DEBATE O ACESSO E A EQUIDADE