O teletrabalho durante a pandemia da covid- 19: indicadores da intensificação do trabalho docente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v10n3a2021-62304

Palavras-chave:

Jornada de trabalho, Intensificação, Trabalho docente, Pandemia da COVID-19

Resumo

Este artigo tem como objetivo de identificar  os indicadores de intensificação do trabalho docente da rede pública do Distrito Federal durante a jornada de teletrabalho na pandemia da COVID-19.A partir da análise das respostas obtidas pela aplicação de questionário sobre o trabalho docente no período remoto, aos professores da rede pública, foi possível concluir sobre as consequências da junção entre trabalho remunerado e não remunerado no mesmo tempo e espaço: a sobrecarga de trabalho, intensificação – indicada pelo alongamento de tempo da jornada, pelo acúmulo de atividades e  gestão de resultados com a autorresponsabilização sobre os processos de ensino e de aprendizagem influenciadas pelas dinâmicas atuais das políticas educacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Danyela Martins Medeiros, Universidade de Brasília - Brasil

Mestre em educação pela Universidade de Brasília e doutoranda em educação do PPGE/UnB, na Linha Profissão docente, Currículo e Avaliação - PDCA. Professora da Educação Básica da SEEDF.

Referências

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Estudo sobre a lei do Piso Salarial. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?toption=com_docman&view=download&alias=10241-estudo-sobre-lei-piso-salarial&Itemid=30192. Acesso em 15 abr.2016.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. Lei nº 11.738, de 17 de julho de 2008. Regulamenta a alínea “e” do inciso III do caput do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica. Diário Oficial da União de 17 de julho de 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11738.htm. Acesso em: 8 mar. 2016.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Diário Oficial da União de 23.12.1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: 6 fev. 2016.

BRASIL. Parecer do Conselho Nacional de Educação nº 18/2010. Diário Oficial da União de 01º de agosto de 2013, seção 1, página 19. Brasília, 2013.

CURADO SILVA, Kátia, A. P. C. Epistemologia da práxis na formação de professores: perspectiva crítico-emancipadora. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2018.

DAL ROSSO, S. Jornada de trabalho. In:OLIVEIRA, D.A.; DUARTE, A.M.C.; VIEIRA, L.M.F. DICIONÁRIO: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010. CDROM.

DAL ROSSO, S. Mais trabalho! A intensificação do labor na sociedade contemporânea. São Paulo: Boitempo, 2008.

DISTRITO FEDERAL. Cadernos da Escola Candanga, Diretrizes Operacionais da Coordenação Pedagógica. Série Diretrizes Operacionais, nº 01. Secretaria de Educação do Distrito Federal. Governo do Distrito Federal, Brasília, 1996.

DISTRITO FEDERAL. Decreto nº 39.368 de 2018. Institui e regulamenta o teletrabalho e dá outras providências. Diário Oficial do Distrito Federal nº 191, seção 1,2 e 3 de 05 de outubro de 2018.

DISTRITO FEDERAL. Portaria nº 14 de 11 de janeiro de 2021. Diário Oficial do Distrito Federal nº 08 de 13 de janeiro de 2021.

DISTRITO FEDERAL. Portaria nº 27 de 18 de fevereiro de 2016. Diário Oficial do Distrito Federal nº 33 de 19 de fevereiro de 2016.

DUARTE, A.M.C. Intensificação do trabalho docente. In:OLIVEIRA, D.A.; DUARTE, A.M.C.; VIEIRA, L.M.F. DICIONÁRIO: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010. CDROM

HARGREAVES, A. Profesorado, cultura y postmodernidad: cambian los tiempos, cambia el professorado. Madrid: Morata, 1995.

JUNIOR, Adhemar F. Dutra et. al. Plano de carreira e remuneração do magistério público: LDB, Fundef, Diretrizes Nacionais e Nova concepção de carreira. Brasília, MEC, FUNDESCOLA, 234 p. MEC. INEP, 2000.

OLIVEIRA, D. A. O trabalho docente na América Latina: identidade e profissionalização. Retratos da escola, Brasília. v. 2, n. 2/3, p. 29-40, jan. dez. 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/s0102-46982006000200011.

OLIVEIRA, D. A. Regulação educativa na América Latina: repercussões sobre a identidade dos trabalhadores docentes. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 44, p. 209-228, dez. 2006

MEDEIROS, Danyela Martins. Coordenação pedagógica: elementos instituintes e instituídos na construção da profissionalidade docente no DF. 2017. 169 páginas. Dissertação (Mestrado em Educação). Data da defesa: 12 de dezembro de 2017.Universidade de Brasília, Brasília, 2017.

NÓVOA, António. Nada substitui um bom professor: propostas para uma revolução no campo da formação de professores. In: GATTI, B. A, et al. Por uma política Nacional de Formação de Professores. 1ª edição. Editora Unesp, 2013.

OLIVEIRA, Dalila; POCHMANN, Márcio (Org.). A Devastação do trabalho: a classe do labor na crise da pandemia.1. ed. - Gráfica e Editora Positiva: CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação e Grupo de Estudos sobre Política Educacional e Trabalho Docente, Brasília, 2020.

Downloads

Publicado

2021-10-01

Como Citar

MEDEIROS, D. M. O teletrabalho durante a pandemia da covid- 19: indicadores da intensificação do trabalho docente . Revista Educação e Políticas em Debate, [S. l.], v. 10, n. 3, p. 1158–1171, 2021. DOI: 10.14393/REPOD-v10n3a2021-62304. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/62304. Acesso em: 3 fev. 2023.

Edição

Seção

DOSSIÊ: Direito à educação básica e superior em tempos de pandemia