Trabalho docente em tempos de pandemia: a realidade vivenciada por professores e equipes gestoras de instituições de ensino da região metropolitana de Fortaleza/CE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v10n3a2021-62165

Palavras-chave:

Pandemia, Educação, Professores(as)

Resumo

Considerando os desafios e impactos impostos pela pandemia do novo coronavírus no trabalho docente, professores(as) dos sistemas público e privado de ensino levantaram problemáticas aqui apresentadas. Um total de 323 entre docentes e gestores do estado do Ceará participaram de pesquisa realizada virtualmente no segundo semestre de 2020 por meio de um questionário. O estudo teve caráter bibliográfico, com abordagem quali-quantitativa e como teoria do conhecimento se fundamentou no materialismo histórico-dialético. Conclui-se que há o aumento do tempo de trabalho, acúmulo/sobrecarga de atividades, capacitação insuficiente e transformação da moradia em sala de aula. O novo contexto escolar intensificou a precarização do trabalho e o avanço de propostas neoliberais, sobretudo, aprendizagem à distância e flexibilização curricular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Clarice Zientarski, Universidade Federal do Ceará - Brasil

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), pós-doutorado pela Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC), professora do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Elisângela Maria Oliveira Sousa , Universidade Federal do Ceará - Brasil

Mestre em Políticas Públicas pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), doutoranda do Programa de Pós-graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará (UFC), bolsista FUNCAP/CE.

Ivan Carlos Costa Martins, Universidade Federal do Ceará - Brasil

Mestre em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC), doutorando do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Ceará (UFC), bolsista CAPES.

Referências

AGAMBEN, Giorgio; ŽIŽEK, Slavoj [et al.]. Sopa de Wuhan. Aislamiento Social Preventivo y Obligatorio, ASPO, 2020.

ALVES, Diego. Bolsonaro ataca professores e diz que eles não querem trabalhar. Mídia Max, Brasil, 17 de setembro de 2020. Disponível em: https://www.midiamax.com.br/brasil/2020/bolsonaro-ataca-professores-e-diz-que-eles-nao-querem-trabalhar. Acesso em 01 nov. 2020.

ALVES, Elaine J.; FARIA, Denilda C. de. Educação em tempos de pandemia: lições aprendidas e compartilhadas, Revista Observatório, v. 6, n. 2, abr.-jun., 2020. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/observatorio/article/view/9475/1748. Acesso em: 26 ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2020v6n2a16pt.

ANTUNES, Ricardo. Coronavírus: o trabalho sob fogo cruzado. São Paulo: Boitempo, 2020.

ARAÚJO, Luíz; PINTO, José Marcelino. Público X privado em tempos e crise. São Paulo: Fundação Lauro Campos e FINEDUCA, 2017. Disponível em: https://www.laurocampos.org.br/2017/05/28/publico-x-privado-em-tempos-de-olpe/. Acesso em: 26 ago. 2020.

BERG, Juliana; VESTENA, Carla Luciane Blum [et al.]. Pandemia 2020 e educação, Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, v. 15, Nº 4: 470-487, 2020. Disponível em: https://periodicos.unifesp.br/index.php/revbea/article/view/10855. Acesso em: 30 outubro 2020. DOI: https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.10855.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 05 out. 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 17 mar. 2021.

BRASIL. Lei Nº 9.394, de 20 de setembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 17 mar. 2021.

CEARÁ. Decreto Nº 33.510, de 16 de março de 2020. Decreta situação de emergência em saúde e dispõe sobre medidas para enfrentamento e contenção da infecção humana pelo novo coronavírus. Diário Oficial [do] Estado do Ceará, Poder Executivo, Fortaleza, CE, 16 mar. 2020. Disponível em: https://www.ceara.gov.br/wp-content/uploads/2020/04/DECRETO-N%C2%BA33.510-de-16-de-mar%C3%A7o-de-2020.pdf. Acesso em: 27 set. 2020.

SILVA, Andrey F. da et al.. Saúde mental de docentes universitários em tempos de pandemia, Physis: Revista de saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 30, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/physis/v30n2/0103-7331-physis-30-02-e300216.pdf. Acesso em: 31 out. 2020.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. Tradução de Mariana Echalar. São Paulo: Boitempo, 2016.

SANTOS, Guilherme Mendes dos T. [et al.]. Educação superior: reflexões a partir do advento da pandemia da covid-19, Boletim de Conjuntura, Boa Vista, v. 4, Nº 10, 2020. Disponível em: https://revista.ufrr.br/boca/article/view/Santos_et_al/3139. Acesso em: 30 out. 2020. DOI: https://doi.org/10.24979/bolmirr.v11i01.791.

DUARTE, Adriana. Políticas educacionais e o trabalho docente na atualidade: tendências e contradições. In: OLIVEIRA, Dalila; DUARTE, Adriana. Políticas públicas e educação: regulação e conhecimento. Belo Horizonte: Fino Traço, 2011.

EVANGELISTA, Olinda. Faces da tragédia docente no Brasil. XI Seminario Internacional de la Red Estrado: Movimientos Pedagógicos y Trabajo Docente en tiempos de estandarización. México, 2015, Disponível em: http://redeestrado.org/xi_seminario/pdfs/eixo3/68.pdf. Acesso em 13/11/2020.

FRANÇA FILHO, Astrogildo Luiz de; ANTUNES, Charles da França; COUTO, Marcos Antônio C. Alguns apontamentos para uma crítica da educação a distância (EaD) na educação brasileira em tempos de pandemia, Revista Tamoios, São Gonçalo, n. 1, mai. 2020, pp. 16-31. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/tamoios/article/view/50535. Acesso em: 31 out. 2020. DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2020.50535.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere: temas de cultura, ação católica, americanismo e fordismo. Tradução de Carlos Nelson Coutinho e Luiz Sérgio Henrique. 5. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.

KUENZER, Acácia Z; CALDAS, Andrea. Trabalho docente: comprometimento e desistência. In: FIDALGO, Fernando; OLIVEIRA, M. A. M.; FIDALGO, Nara L. Rocha. A intensificação do trabalho docente: tecnologias e produtividade. Campinas: Papirus, 2009.

MARTINS, João Rodrigo V. Educação como lócus da luta de classe na pandemia. In: BONA, Sávia [et al.]. Coronavírus, educação e luta de classes no Brasil. Brasil: Editora Terra sem Amos, 2020.

MARTINS, Vivian; ALMEIDA, Joelma. Educação em tempo de pandemia no Brasil: saberesfazeres escolares em exposição nas redes e a educação on-line como perspectiva, Revista Docência e Cibercultura, Rio de Janeiro, v. 4, Nº 2, p. 215-224, mai./ago., 2020. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/re-doc/article/view/51026. Acesso em: 30 out. 2020. DOI: https://doi.org/10.12957/redoc.2020.51026.

MARX, Karl. Grundrisse: Manuscritos econômicos de 1857-1858: Esboços da crítica da economia política. São Paulo: Boitempo, 2011.

MÉSZÁROS, István. O século XXI: socialismo ou barbárie? São Paulo: Boitempo, 2012.

MÉSZÁROS, István. Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. Tradução de Paulo C. Castanheira e Sérgio Lessa. São Paulo: Boitempo, 2011a.

MÉSZÁROS, István. A crise estrutural do capital. São Paulo: Boitempo, 2011b.

MÉSZÁROS, István. O desafio e o fardo do tempo histórico: o socialismo no século XXI. São Paulo: Boitempo, 2007.

MILLS, Charles Wright. A imaginação sociológica. Rio de Janeiro: RJ,1982.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Portaria Ministerial Nº 376, de 03 de abril de 2020. Dispõe sobre as aulas nos cursos de educação profissional técnica de nível médio, enquanto durar a situação de pandemia do novo coronavírus – Covid-19. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 06 abr. 2020. Disponível em: https://www.in.gov.br/web/dou/-/portaria-n-376-de-3-de-abril-de-2020-251289119. Acesso em: 17 mar. 2021.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CP Nº 05/2020, de 28 de abril de 2020. Dispõe sobre Reorganização do Calendário Escolar e da possibilidade de cômputo de atividades não presenciais para fins de cumprimento da carga horária mínima anual, em razão da Pandemia da COVID-19. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 1º jun. 2020. Disponível em: http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:3MJ-vdaqsBcJ:portal.mec.gov.br/index.php%3Foption%3Dcom_docman%26view%3Ddownload%26alias%3D14511-pcp005-20%26category_slud%3Dmarco-2020-pdf%26Itemid%3D30192+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br. Acesso em: 17 mar. 2021.

OLIVEIRA, Eleilde de S. [et al.]. A educação a distância (EaD) e os novos caminhos da educação após a pandemia ocasionada pela Covid-19, Brazilian Journal of Development, Curitiba, V. 6, Nº 7, p. 52860-52867, jul. 2020. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/14095/11787. Acesso em: 30 out. 2020. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-799.

PASINI, Carlos G. D.; CARVALHO, Élvio de; ALMEIDA, Lucy Hellen C. A educação híbrida em tempos de pandemia: algumas considerações. Observatório Socioeconômico da Covi-19. Disponível em: https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/820/2020/06/Textos-para-Discussao-09-Educacao-Hibrida-em-Tempos-de-Pandemia.pdf. Acesso em: 28 out. 2020.

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Lei Nº 13.005/2014. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 26 jun. 2014 – Edição extra. Disponível em: http://pne.mec.gov.br/18-planos-subnacionais-de-educacao/543-plano-nacional-de-educacao-lei-n-13-005-2014. Acesso em: 17 mar. 2021.

SANTOS, Claitonei de Siqueira. Educação escolar no contexto de pandemia: algumas reflexões, Gestão & Tecnologia, Faculdade Delta, v. 1, ed. 30, jan./jun., 2020. Disponível em: http://faculdadedelta.edu.br/revistas3/index.php/gt/article/view/52. Acesso em: 30 out. 2020.

SEMERARO, Giovanni. “Crise orgânica” e luta de classes em Gramsci. 2016. Disponível em: http://igsbrasil.org/praxis/edicao-1/crise-organica-e-luta-de-classes-em-gramsci/. Acesso em: 06 out. 2020.

SENHORAS, Elói M. Coronavírus e educação: análise dos impactos assimétricos, Boletim de Conjuntura, Boa Vista, V. 2, Nº 5, 2020. Disponível em: https://revista.ufrr.br/boca/article/view/Covid-19Educacao/2945. Acesso em: 30 agosto 2020.

SHIROMA, Eneida Oto, EVANGELISTA Olinda. Formação humana ou produção de resultados? Trabalho docente na encruzilhada. Revista Contemporânea de Educação, vol.10, n. 20, julho/dezembro de 2015.

SILVA, Ellery Henrique B. da; SILVA NETO, Jerônimo G.; SANTOS, Marilde Chaves dos. Pedagogia da pandemia: reflexões sobre a educação em tempos de isolamento social, Revista Latino-americana de Estudos Científicos, Disponível em: https://periodicos.ufes.br/ipa/article/view/31695. Acesso em: 30 out. 2020.

SOARES, Sávia Bona V. Coronavírus e a modernização conservadora da educação. In: BONA, Sávia [et al.]. Coronavírus, educação e luta de classes no Brasil. Brasil: Editora Terra sem Amos, 2020.

STREECK, Wolfgang. Tempo comprado: a crise adiada do capitalismo democrático. Coimbra: Conjuntura Actual Editora, 2013.

ŽIŽEK, Slavoj. Pandemia: COVID-19 e a reinvenção do comunismo. São Paulo: Boitempo, 2020.

Downloads

Publicado

2021-10-01

Como Citar

Zientarski, C. ., Sousa , E. M. O. ., & Martins, I. C. C. . (2021). Trabalho docente em tempos de pandemia: a realidade vivenciada por professores e equipes gestoras de instituições de ensino da região metropolitana de Fortaleza/CE. Revista Educação E Políticas Em Debate, 10(3), 1012–1036. https://doi.org/10.14393/REPOD-v10n3a2021-62165

Edição

Seção

DOSSIÊ: Direito à educação básica e superior em tempos de pandemia