Fechar escolas no campo: uma manifestação da vulnerabilidade do direito à educação do campo no Semiárido Brasileiro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD.issn.2238-8346.v7n1a2018-10

Palavras-chave:

Educação do Campo, Seminário, Direito à Educação

Resumo

Revelar o desrespeito ao direito à Educação do Campo no Semiárido Brasileiro é a intenção das reflexões deste artigo. Essa perspectiva é baseada em pesquisa realizadajunto ao censo escolar 2014, efetivado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira nos municípios brasileiros. O objeto de estudo foi o fechamento de escolas do campo no Semiárido Brasileiro, nos municípios do Território do Sertão do São Francisco, localizado no norte da Bahia. Conclui-se que o poder público, materializado pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Educação, coloca em vulnerabilidade o direito à Educação quando fecha escolas do campo sem ouvir a comunidade e sob o argumento de que os custos determinam a continuidade e a existência da escola nas comunidades do campo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Edmerson dos Santos Reis, Universidade do Estado da Bahia - UNEB - Bahia - Brasil

Doutor em Educação. Professor Adjunto do Departamento de Ciências Humanas- DCH/III e do Programa de Pós-graduação Mestrado em Educação, Cultura e Territórios Semiáridos

Ádma Hermenegildo Rocha, Universidade do Estado da Bahia - UNEB - Bahia - Brasil

Mestranda do Programa de Pós-graduação - Mestrado em Educação, Cultura e Territórios Semiáridos

Referências

ALVES, Rubem. A alegria de ensinar. 3.ed. São Paulo: Ars Poética, 1994.

ARROYO, Miguel Gonzalez. A Educação Básica e o Movimento Social do Campo. In: ARROYO, Miguel Gonzalez; CALDART, Roseli Salete; MOLINA, Mônica Castagna (Org.). Por uma educação do campo. Petrópolis: Vozes, 2004. p.65-86.

ASSARÉ, Patativa. Cante lá que eu canto cá. Petrópolis: Vozes, 1989.

BAPTISTA, Naidison de Quintella; CAMPOS, Carlos Humberto. Fatores históricos, sociais, culturais e políticos do Semiárido. In: CONTI, Irio Luiz; SCHROEDER, Edni Oscar (Org.). Estratégias de Convivência com o Semiárido Brasileiro: Textos e Artigos de Alunos(as) Participantes. Brasília: IABS, 2013.

BRASIL. Censo Escolar 2014. Brasília: MEC/INEP, 2015.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Supremo Tribunal Federal, Secretaria de Documentação, 2017.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação de 1996. Disponível em: <http://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/529732/lei_de_diretrizes_e_bases_1ed.pdf>. Acessado em: 18 de Abril de 2018.

BRASIL. Lei 12.960, de 27 de março de 2014. Brasília: Presidência da República, 2014.

BRASIL. Resolução nº 02, de 28 de Abril de 2008. Disponível em: . Acessado em: 15 de Abril de 2018.

BRASIL. Resolução nº 107/2017. Disponível em: <http://sudene.gov.br/images/2017/arquivos/Resolucao-107-2017.pdf>. Acessado em: 18 de Abril de 2018.

CONTI, Irio Luiz. Introdução. In: CONTI, Irio Luiz; SCHROEDER, Edni Oscar (Orgs). Estratégias de Convivência com o Semiárido Brasileiro: Textos e Artigos de Alunos(as) Participantes. Brasília: IABS, 2013.

FERNANDES, Bernardo Mançano; MOLINA, Mônica Castagna. O campo da Educação do Campo. In: MOLINA, Mônica Castagna; AZEVEDO DE JESUS, Sônia Meire Santos (Org.). Por uma Educação do Campo: Contribuições para a construção de um projeto de Educação do Campo. Caderno nº 05. Brasília: Articulação Nacional por uma Educação do Campo, 2004.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2002.

MARTINS, Josemar. Educação Contextualizada: Da teoria à prática. In: REIS, Edmerson dos Santos; CARVALHO, Luzineide Dourado (Org.). Educação Contextualizada: Fundamentos e Práticas. UNEB/ Departamento de Ciências Humanas – Campus III/ UNEB/NEPEC-SAB/ MTC/ CNPq/ INSA. Juazeiro, 2011. p.45-64.

REIS, Edmerson dos Santos. Educação do Campo: escola, currículo e contexto. Juazeiro: ADAC/ UNEB-DCH-III/ NEPEC-SAB, 2011.

ROCHA, Adma Hermenegildo Rocha; REIS, Edmerson dos Santos Reis. O fechamento de escolas do Campo no Território do São Francisco, Semiárido Baiano. Caderno Multidisciplinar Educação e Contexto do Semiárido Brasileiro-Múltiplos Olhares sobre a Educação no Semiárido Brasileiro. Ano 10, nº 08, Dezembro de 2017. Juazeiro: Selo Editorial Resab, 2016, p.87-103.

SUDENE. Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste. Disponível em: <http://sudene.gov.br/planejamento-regional/delimitacao-do-semiarido>. Acessado em: <18 de Abril de 2018.

Downloads

Publicado

2018-04-30

Como Citar

Reis, E. dos S., & Rocha, Ádma H. (2018). Fechar escolas no campo: uma manifestação da vulnerabilidade do direito à educação do campo no Semiárido Brasileiro. Revista Educação E Políticas Em Debate, 7(1), 132–150. https://doi.org/10.14393/REPOD.issn.2238-8346.v7n1a2018-10

Edição

Seção

Dossiê: Políticas de Educação do Campo