DISCURSO NOVO-DESENVOLVIMENTISTA, GOVERNO NEOLIBERAL: O PT E O APROFUNDAMENTO DA DEPENDÊNCIA E DA FINANCEIRIZAÇÃO DAS RELAÇÕES SOB O CAPITAL

Autores

  • Allan Kenji Seki Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Neodesenvolvimentismo, Neoliberalismo, Governo Lula

Resumo

Muito tem sido alardeado sobre um conjunto de políticas levadas a cabo pelo PT nos últimos dez anos que poderiam apontar para um novo desenvolvimentismo. Segundo a nossa perspectiva, não há traços desenvolvimentistas sem ruptura com a hegemonia do capital financeiro. A partir de uma revisão da literatura sobre as políticas de ajuste produtivo levadas a cabo pela mundialização das finanças, buscamos levantar os elementos para a compreensão do problema que nos permitem formular a hipótese de que o Governo Lula não dirigiu um tipo de desenvolvimentismo, senão como estratégia discursiva.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Allan Kenji Seki, Universidade Federal de Santa Catarina

Psicólogo graduado na UFSC. Mestre na linha Educação, Estado e Políticas Públicas (PPGE/UFSC). Doutorando
da linha Trabalho e Educação (PPGE/UFSC). Professor na Universidade Federal de Santa Catarina (MEN/
CED/UFSC). E-mail: allanknj@gmail.com

Referências

AGÊNCIA BRASIL (Brasil) (Ed.). Meirelles passa pela CAE prometendo manter política de Fraga no Governo Lula. 2002. Disponível em: <http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2002-12-17/meirelles-passsa-pela-cae-prometendo-manter-politica-de-fraga-no--governo-lula>. Acesso em: 08 mar. 2014.

ANDERSON, Perry. Balanço do neoliberalismo. In: SADER, Emir; GENTILI, Pablo A. A. Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995. p. 9-23.

Filgueiras, Luiz. O neoliberalismo no Brasil: estrutura, dinâmica e ajuste do modelo econômico. In: BASUALDO, Eduardo M.; ARCEO, Enrique. (orgs.). Neoliberalismo y sectores dominantes. Tendencias globales y experiências nacionales. Basualdo, Eduardo M. & Arceo, Enrique. Buenos Aires: Clacso, 2006. p. 179-206.

JEFFERS, Esther. A posição da Europa na valorização mundial dos capitais de aplicação financeira. In: Chesnais, François (org). A finança mundializada: raízes sociais e políticas, configuração, consequências. São Paulo: Boitempo, 2005. p. 153-174.

MARINI, Ruy Mauro. El experimento neoliberal en Brasil. 1992. Disponível em: <http://www.marini-escritos.unam.mx/025_experimento_neoliberal_es.htm>. Acesso em: 06 mar. 2014.

MARX, Karl. O Capital. 2. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1985.

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política – Livro I, o processo de produção do capital. São Paulo: Boitempo, 2013.

PAULANI, Leda Maria. Brasil Delivery: servidão financeira e estado de emergência econômico. São Paulo: Boitempo, 2008.

PAULANI, Leda Maria. Capitalismo financeiro, estado de emergência econômico e hegemonia às avessas no Brasil. In: OLIVEIRA, Francisco; BRAGA, Ruy; RIZEK, Cibele. Hegemonia às avessas: economia, política e cultura na era de servidão financeira. São Paulo: Boitempo, 2010. p. 109-136.

Downloads

Publicado

2016-05-30

Como Citar

Seki, A. K. (2016). DISCURSO NOVO-DESENVOLVIMENTISTA, GOVERNO NEOLIBERAL: O PT E O APROFUNDAMENTO DA DEPENDÊNCIA E DA FINANCEIRIZAÇÃO DAS RELAÇÕES SOB O CAPITAL. Revista Educação E Políticas Em Debate, 4(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/34560

Edição

Seção

Artigos