A EDUCAÇÃO NO HOSPITAL: UM DIREITO À VIDA

Autores

  • Rejane de Souza Fontes Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Resumo

Este artigo busca discutir o direito da criança a receber um atendimento educacional especializado durante seu processo de internação dentro de uma instituição até então desconhecida: o hospital. Pretende, ainda, apontar o papel da educação para a saúde da criança hospitalizada. Conclui-se que a educação possibilita a criança repensar sua vida e conhecer o espaço hospitalar onde se encontra, através de uma escuta pedagógica sensível que colabora para o resgate da subjetividade e da autoestima infantis. Observamos que são grandes as possibilidades de atuação do professor no hospital, no entanto, também é grande o desafio de construir uma prática educativa diferenciada da que ocorre na instituição escolar, requerendo princípios específicos para um trabalho pedagógico em hospital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Rejane de Souza Fontes, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Graduação em Pedagogia pela Universidade Federal Fluminense, mestrado em Educação pela Universidade Federal Fluminense e doutorado em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. E-mail: rejanefontes@ibest.com.br.

Referências

ARIÈS, P. História social da criança e da família. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Imprensa Oficial, 1988.

BRASIL. Lei nº. 8.069/90. Estatuto da criança e do Adolescente no Brasil. Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm>. Acesso em: 14 out. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Especial. Política Nacional de Educação Especial. Brasília, DF. (Mensagem especial; v. 1) 1994.

BRASIL. Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente Hospitalizados. Resolução n° 41, de outubro de 1995. Disponível em: <http://www.ufrgs.br/bioetica/conanda.htm>. Acesso em: 14 out. 2014.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 14 out. 2014.

BRASIL. Resolução CNE/CEB n.º 2, de 11/09/2001. Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Brasília – DF. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CEB0201.pdf>. Acesso em: 14 out. 2014.

BRASIL. Classe hospitalar e atendimento pedagógico domiciliar: estratégias e orientações. Brasília: MEC; SEESP, 2002. 2 Cf. Costa, 1988, p. 162. 3 Cf. Wallon, 1941, p. 224.

CANGUILHEM, G. O normal e o patológico. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1982.

CECCIM, R.B. Criança hospitalizada: a atenção integral como uma escuta à vida. In.: ______; CARVALHO, P. R.A. (Org.). Criança Hospitalizada: atenção integral como escuta à vida. Porto Alegre: Editora da Universidade/UFRGS, 1997. p. 27-41.

COSTA, J.F. Ordem médica e norma familiar. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

FONTES, R.S. A escuta pedagógica à criança hospitalizada: discutindo o papel da educação no hospital. 2003. 205f. Dissertação de Mestrado em Educação – Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense. Niterói, 2003.

FONTES, R.S. A Escuta pedagógica à criança hospitalizada: discutindo o papel da Educação no hospital. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, nº. 29, p. 119-138, maio/ago. 2005. Disponível em: <http://www.anped.org.br>. Acesso em: 22 jan. 2007.

FONTES, R.S.; VASCONCELLOS, V.M.R. O papel da educação no hospital: uma reflexão com base nos estudos de Wallon e Vigotski. Cadernos CEDES – Educação da criança hospitalizada: as várias faces da pedagogia no contexto hospitalar, Campinas, v. 27, nº. 73, p. 279-303, set./dez. 2007.

GAUDERER, C. Os direitos do paciente. Rio de Janeiro: Record, 1993.

GOFFMAN, E. Manicômios, Prisões e Conventos. Tradução de Dante Moreira Leite. 7ª edição. São Paulo: Editora Perspectiva, 2001.

TAAM, R. Assistência pedagógica à criança hospitalizada. 2000. 216f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2000.

VASCONCELLOS, V.M.R. de. Zona de desenvolvimento proximal: a brincadeira na creche. In.: FREITAS, M. T. de A. (Org.). Vygotsky: um século depois... Juiz de Fora: EDUFJF, 1998. p.47-72.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. São Paulo: Martins Fontes, 2000. Tradução de José Cipolla Neto, Luiz Silveira Menna Barreto e Solange Castro Afeche.

VYGOTSKY, L. S. Pensamento e Linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2000a.

WALLON, H. A evolução psicológica da criança. Rio de Janeiro: Andes, 1941/[s.d.].

Downloads

Publicado

2015-08-19

Como Citar

de Souza Fontes, R. (2015). A EDUCAÇÃO NO HOSPITAL: UM DIREITO À VIDA. Revista Educação E Políticas Em Debate, 4(1). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/31328

Edição

Seção

Dossiê Políticas de Educação Escolar em Contextos Hospitalares