ANÁLISE DOS FATORES CONDICIONANTES DE MOVIMENTOS DE MASSA NO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE A PARTIR DE REGISTROS HISTÓRICOS

Conteúdo do artigo principal

Mariana Madruga de Brito
Eliseu José Weber
Vania Silva Krigger
Felipe Padilha Leitzke

Resumo

O município de Porto Alegre é altamente suscetível a movimentos de massa, os quais ocasionam perdas econômicas, sociais e ambientais. Com o intuito de mitigar esses impactos e compreender melhor esses processos torna-se necessário mapear as áreas afetadas pelos mesmos, uma vez que movimentos de massa recentes podem sugerir futuros padrões de instabilidade. Nesse sentido, este estudo teve por objetivo elaborar um inventário de movimentos de massa e analisar os fatores que contribuem para a sua ocorrência no município de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Para tanto, foram consultados relatórios de vistoria do Programa de áreas de Risco (PAR) de Porto Alegre, de 2007 a 2013. Posteriormente, analisou-se a distribuição espacial e temporal desses registros, bem como a sua relação com os principais fatores condicionantes, por meio da aplicação de técnicas de geoprocessamento. Ao total, foram registradas 132 ocorrências de movimentos de massa, das quais 114 correspondem a escorregamentos e 18 a quedas de blocos. Além disso, mapearam-se 84 locais com predisposição à ocorrência de escorregamentos e 31 à quedas de blocos. No caso dos escorregamentos, os fatores condicionantes mais relevantes na área de estudo foram declividade, geologia e distância de lineamentos. Além disso, a ação antrópica foi o principal agente deflagrador. O inventário elaborado permite indicar os locais onde é necessário realizar mapeamentos detalhados, como por exemplo, análises de suscetibilidade e risco, constituindo num subsidio importante para tomadores de decisão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
DE BRITO, M. M.; WEBER, E. J.; KRIGGER, V. S.; LEITZKE, F. P. ANÁLISE DOS FATORES CONDICIONANTES DE MOVIMENTOS DE MASSA NO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE A PARTIR DE REGISTROS HISTÓRICOS. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 68, n. 9, 2016. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44450. Acesso em: 20 maio. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Mariana Madruga de Brito, University of Bonn

Possui graduação em Engenharia Ambiental pela Universidade Luterana do Brasil (2011) e mestrado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2014). Atualmente é bolsista de doutorado na Universidade de Bonn, Alemanha. Atua cientificamente na área de geoprocessamento, com ênfase no mapeamento de suscetibilidade, vulnerabilidade e risco de escorregamentos e inundações.