A atividade mineral em comunidades tradicionais de Sento Sé/BA e os impactos socioambientais

o desenvolvimento territorial (in)sustentável

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT185068844

Palavras-chave:

exploração mineral, área de influência, empreendimento

Resumo

Este estudo analisa os impactos da instalação do empreendimento Projeto Tombador Iron Mineração e sua relação com as comunidades situadas nas áreas de influência, objetivando investigar a relação entre a empresa e as comunidades localizadas nas áreas impactadas. A pesquisa é de enfoque quali-quantitativo, do tipo Survey, exploratória, analítica e descritiva. A coleta de dados ocorreu através de questionários e observação in loco. Os resultados permitiram perceber que existe uma lacuna no relacionamento entre empresa e comunidades das áreas de influências. Enquanto a empresa afirma que promove os diálogos com os líderes e representantes das comunidades, além de ações socioambientais, os integrantes da comunidade relatam o contrário: descaso, falta de diálogo e impactos socioambientais devido às atividades mineradoras. Com isso, pôde-se observar sérios problemas na comunicação entre empresa e comunidades, havendo a necessidade de buscar estratégias para promover o estreitamento do diálogo formal. Com base nos dados observados, constatou-se a existência de vários problemas socioambientais a exemplo da mudança na rotina dos moradores com tráfego das carretas, que provoca poeira no trecho da estrada vicinal, aumento do fluxo de pessoas desconhecidas nas comunidades e estradas em situação precária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

18-08-2023

Como Citar

SANTOS, H. dos R.; NASCIMENTO JÚNIOR, B. J. do; PACHECO, C. S. G. R. A atividade mineral em comunidades tradicionais de Sento Sé/BA e os impactos socioambientais: o desenvolvimento territorial (in)sustentável. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 18, n. 50, p. 105–127, 2023. DOI: 10.14393/RCT185068844. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/68844. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos