Comercialização de produtos orgânicos: o caso dos agricultores da Central das Associações de Produtores Orgânicos do Sul de Minas (OSM)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT185068842

Palavras-chave:

Agroecologia, comercialização de orgânicos, rede alimentar alternativa

Resumo

O agronegócio é um modelo produtor de commodities, que cria desconexões entre produtores e consumidores e aprofunda desigualdades no campo, sendo a Agroecologia com certificação participativa e a comercialização pelas redes alimentares alternativas, opções relevantes para o agricultor familiar. A comercialização que encurte as distâncias entre produtores e consumidores deve ser analisada conforme o contexto geográfico desses atores. Nesse sentido, o objetivo geral do artigo é compreender como se organizam os circuitos de comercialização dos agricultores orgânicos vinculados à Central de Associações dos Agricultores Orgânicos do Sul de Minas (Orgânicos Sul de Minas ou OSM) e se eles viabilizam uma alternativa de produção e venda de produtos orgânicos no modo de produção capitalista. A pesquisa teve uma abordagem qualitativa e foram utilizadas a observação, mapas e entrevistas semiestruturadas para analisar os referidos circuitos. Verificou-se que a maior parte dos produtos são demandados por grandes centros consumidores e o mercado local é apenas complementar nas vendas dos entrevistados. Mais importante que a venda em circuitos curtos locais é a organização coletiva e a diversificação dos canais de comercialização, com intermediários que valorizem de maneira justa a produção orgânica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Antonio Poscidonio Vieira Camilo, Universidade de São Paulo

Atua como Técnico em Assuntos Educacionais do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais desde 2012. Em 2021 iniciou o Doutorado em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo - USP.

Downloads

Publicado

28-06-2023

Como Citar

CAMILO, G. A. P. V. Comercialização de produtos orgânicos: o caso dos agricultores da Central das Associações de Produtores Orgânicos do Sul de Minas (OSM). Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 18, n. 50, p. 52–77, 2023. DOI: 10.14393/RCT185068842. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/68842. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos