A categoria território no contexto do Banco de Dados da Luta pela Terra

olhares sobre a questão agrária brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT164202

Resumo

O DATALUTA (Banco de Dados da Luta pela Terra) é um projeto de extensão e pesquisa articulado em rede que congrega múltiplos grupos de pesquisas nacionais e internacionais. Entre as categorias investigadas no âmbito do projeto, estão território, territorialização e desterritorialização. Assim, este artigo tem como objetivos: contribuir com a discussão teórica de tais categorias, identificando os principais autores nacionais e suas perspectivas de análise; de forma concomitante busca identificar o enfoque dado a estas categorias geográficas no boletim DATALUTA, um dos veículos de comunicação vinculado ao projeto. Os aportes metodológicos foram subsidiados pela análise de conteúdo, por meio das fases, a saber:  a) busca para seleção de artigos nas bases de dados Scientific Electronic Library Online-SciELO e Google Acadêmico; b) revisão dos textos subsidiados por critérios pré-selecionados; c) seleção das palavras mais citadas nos artigos por meio do software NVIVO; d) identificação dos autores e respectivas obras com maior número de citações. Para o boletim DATALUTA, repetiu-se seleção das palavras mais citadas nos artigos com apoio do software. Os textos e as respectivas “nuvens de palavras” foram analisadas e possibilitaram aprofundamentos comparativos entre as categorias geográficas e também entre as perspectivas da questão agrária brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Onélia Carmem Rossetto, Universidade Federal de Mato Grosso

Atualmente é Pesquisadora Associada ao Programa de Pós-Graduação em Geografia -PPGEO/ Universidade Federal de Mato Grosso/UFMT; Pesquisadora do Grupo de Pesquisas em Geografia Agrária e Conservação da Biodiversidade -GECA/UFMT; No período de 2004-2012 coordenou projetos no Centro de Pesquisas do Pantanal -CPP e no Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Áreas Úmidas - INAU voltados aos aspectos socioambientais e econômicos do Pantanal brasileiro. Entre 2018-1019 participou dos Projetos: Avaliação da Aprendizagem para Economia Verde inclusiva -EVI: Mato Grosso, Brasil e Elaboração de Metodologia para Subsidiar a Regularização Ambiental e o Desenvolvimento de um projeto Piloto em assentamento Rural do Programa Nacional de Crédito Fundiário em Mato Grosso, ambos apoiado pela Partnership for Action on Green Economy (PAGE) ? an initiative by the United Nations Environment Programme (UNEP), the United Nations Industrial Development Organization (UNIDO) and the United Nations Institute for Training and Research (UNITAR). É pesquisadora do Banco de Dados da Luta pela Terra - DATALUTA Mato Grosso, da Rede de Cooperação Solidária de Mato Grosso/RECOOPSOL e do Núcleo de Gestão doConhecimento do Observatório Pantanal. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso (1986), Mestrado em Educação - Linha de Pesquisa Educação e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Mato Grosso (1997) e Doutorado em Desenvolvimento Sustentável pela Universidade de Brasília - Centro de Desenvolvimento Sustentável - UnB-CDS, linha de pesquisa Politica e Gestão Ambiental (2004). Atua nas áreas, a saber: Desenvolvimento Sustentável; Geografia Agrária; Politica e Gestão Ambiental; Educação Ambiental e Ensino de Geografia.

Giseli Dalla Nora, Universidade Federal de Mato Grosso

Professora de Nível Superior da Universidade Federal de Mato Grosso, Departamento de Geografia, Cuiabá, MT, Brasil.

Diogo Marcelo Delben Ferreira de Lima, Universidade Federal de Mato Grosso

Possui graduação em geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso (2009) nas modalidades de licenciatura plena e bacharelado. Geógrafo. Bacharel em direito pela Universidade de Cuiabá (2010). Advogado. Especialista em direito ambiental e urbanístico pela Universidade Anhanguera - Rede de Ensino Luis Flavio Gomes (2010). Mestre em geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso no âmbito da linha de pesquisa da produção do espaço regional (2012). Especialista em Direito Penal e Processo Penal pela Fundação Escola Superior do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (2013). Mestre em direito agroambiental pela Universidade Federal de Mato Grosso no âmbito da linha de pesquisa de direito internacional do meio ambiente (2014). Doutorando em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo na linha de pesquisa geografia política, planejamento e recursos naturais. Professor no Departamento em Geografia da Universidade Federal de Mato Grosso, campus Cuiabá. Integrante do Grupo de Pesquisa em Geografia Agrária e Conservação da Biodiversidade - GECA, e do Grupo de Pesquisa em História do Pensamento Geográfico e Epistemologia da Geografia, vinculados a UFMT. Pesquisador nas áreas de história do pensamento geográfico, geografia política, geografia urbano-regional e geografia agrária.

Downloads

Publicado

28-10-2021

Como Citar

ROSSETTO, O. C.; NORA, G. D.; LIMA, D. M. D. F. de. A categoria território no contexto do Banco de Dados da Luta pela Terra: olhares sobre a questão agrária brasileira. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 16, n. 42 Out., p. 43–67, 2021. DOI: 10.14393/RCT164202. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/63709. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Edição Especial - REDE DATALUTA

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)