As contradições na produção de fumo na mesorregião Oeste do Paraná

sujeição da renda da terra e resistência camponesa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT143408

Resumo

O objetivo do presente texto é analisar as contradições existentes no processo de integração entre indústrias fumageiras e camponeses produtores de tabaco. A pesquisa foi realizada nos municípios de São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Santa Helena, Missal, Mercedes e Marechal Cândido Rondon, mesorregião Oeste do Paraná. Neste contexto, problematiza-se as contradições que envolvem a agricultura camponesa e a expansão do capitalismo sobre o campo, como: a apropriação de relações não capitalistas de produção para a acumulação capitalista; a monopolização capitalista do território camponês no sistema de integração; as estratégias de existência e resistência que os camponeses desenvolvem diante da subordinação; e a sujeição da renda da terra à que estão submetidos os camponeses no processo de produção do tabaco.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

22-04-2020

Como Citar

VICINI, J. P.; ROOS, D. As contradições na produção de fumo na mesorregião Oeste do Paraná : sujeição da renda da terra e resistência camponesa . Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 14, n. 34 Dez., 2020. DOI: 10.14393/RCT143408. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/50213. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos