A PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA DA HIDROVIA DO RIO IGUAÇU (PR)

Autores

  • Simone Koniski Guimarães Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) http://orcid.org/0000-0002-3751-8175
  • Leonel Brizolla Monastirsky Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG196611

Palavras-chave:

Ação popular, Patrimônio Cultural, Poder público.

Resumo

O presente artigo discute o papel do poder público e da população para a preservação do patrimônio cultural da extinta hidrovia do rio Iguaçu nos municípios de Porto Amazonas, São Mateus do Sul e União da Vitória - municípios com maiores acervos desse patrimônio no estado do Paraná. Ativa entre os anos de 1882 e 1953, a hidrovia serviu aos ciclos econômicos da erva-mate e da madeira, sendo fundamental para a estruturação socioeconômica da região por ela abrangida. O estudo é baseado em resultados obtidos em pesquisa de dissertação que analisou a atuação do poder público sobre esse patrimônio - composto por bens tombados e por elementos preservados pela iniciativa popular. Esses resultados foram obtidos por meio de pesquisa bibliográfica, consulta aos portais de órgãos responsáveis pela questão em âmbitos municipal, estadual e federal, e de jornais da região, bem como trabalhos de campo, nos quais, foram aplicadas entrevistas com a população e com representantes do poder público. A partir desse levantamento e da análise da legislação pertinente, foi observada a importância da iniciativa popular e a necessidade de maior comprometimento do poder público para a efetiva preservação desse patrimônio cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Koniski Guimarães, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Doutoranda em Geografia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Leonel Brizolla Monastirsky, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Doutor em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), professor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Downloads

Publicado

18-07-2018

Como Citar

Guimarães, S. K., & Monastirsky, L. B. (2018). A PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA DA HIDROVIA DO RIO IGUAÇU (PR). Caminhos De Geografia, 19(66), 157–168. https://doi.org/10.14393/RCG196611

Edição

Seção

Artigos