ANÁLISE DE CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA DOS OCUPADOS POR CONTA PRÓPRIA NO MUNICÍPIO DE VITÓRIA/ES: Microdados, períodos de crise e desigualdade

Autores

  • Edilson Cavalcante de Oliveira Júnior
  • Eneida Maria Souza Mendonça

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG186305

Palavras-chave:

Demografia, Estatística, Geografia, Planejamento.

Resumo

A pesquisa busca compreender a situação previdenciária dos ocupados por conta própria no município de Vitória/ES, levando em consideração dois momentos temporais: 2010, de boa economia; e 2016, de retração. Para tal, utiliza microdados e análises estatísticas referentes ao Censo 2010 e a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua/2° trimestre 2016. Procurando esclarecer quais fatores de incentivo ou prejuízo para a categoria, os resultados demonstram que, apesar da ligeira diminuição no número dos ocupados por conta própria, houve acréscimo na taxa dos contribuintes previdenciários, em parte pelas iniciativas governamentais de desburocratização e desoneração fiscal. Entretanto, a pesquisa também revela que o planejamento previdenciário é deficiente entre aqueles autodeclarados pretos ou pardos, além de não contar com índices gerais ideais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edilson Cavalcante de Oliveira Júnior

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

Bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santos - FAPES

Eneida Maria Souza Mendonça

Professora do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

Downloads

Publicado

29-09-2017

Como Citar

Cavalcante de Oliveira Júnior, E., & Maria Souza Mendonça, E. (2017). ANÁLISE DE CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA DOS OCUPADOS POR CONTA PRÓPRIA NO MUNICÍPIO DE VITÓRIA/ES: Microdados, períodos de crise e desigualdade. Caminhos De Geografia, 18(63), 110–132. https://doi.org/10.14393/RCG186305

Edição

Seção

Artigos