EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SAÚDE PÚBLICA: ANÁLISE ECO-EPIDEMIOLÓGICA DO PARQUE ECOLÓGICO DE SÃO SEBASTIÃO, DISTRITO FEDERAL - BRASIL

Autores

  • Janduhy Pereira dos Santos Secretaria de Vigilância em Saúde, Ministério da Saúde - Brasil
  • Marília Teresinha de Sousa Machado Departamento de Pós-Graduação em Educação Ambiental do SENAC
  • Marco Túlio Antônio García-Zapata Faculdade de Medicina, UFG

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG71915483

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Ecologia, Epidemiologia

Resumo

O objetivo principal deste trabalho é identificar os aspectos ambientais e os impactos gerados pelos freqüentadores e moradores das áreas vizinhas ao Parque Ecológico de São Sebastião - DF, buscando demonstrar os possíveis focos do Aedes aegypti. A pesquisa foi dividida em duas etapas, sendo a primeira caracterizada pelo levantamento de dados que possibilitaram a composição dos indicadores necessários para responder a hipótese analisada. Foram utilizadas informações estatísticas para compor os indicadores referentes aos aspectos ambientais, sócio-econômicos e epidemiológicos da cidade. O período analisado abrange os meses de outubro e novembro de 2005. A segunda etapa foi a pesquisa de campo por meio de observações diretas realizadas na área do parque. Essa pesquisa teve como objetivo observar os aspectos estruturais do parque e da degradação ambiental resultante de ações antrópicas e foi realizada em janeiro de 2006 tendo sido obtidas fotografias dos locais degradados. Para confecção dos mapas foram utilizados o SICAD e o GOOGLE EARTH®. Espera-se demonstrar como a Educação Ambiental pode colaborar intensivamente na compreensão do esquema Saúde - Educação - Ambiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

15-10-2006

Como Citar

SANTOS, J. P. dos; MACHADO, M. T. de S.; GARCÍA-ZAPATA, M. T. A. EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SAÚDE PÚBLICA: ANÁLISE ECO-EPIDEMIOLÓGICA DO PARQUE ECOLÓGICO DE SÃO SEBASTIÃO, DISTRITO FEDERAL - BRASIL. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 7, n. 19, p. 33–40, 2006. DOI: 10.14393/RCG71915483. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15483. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos