CORRELAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL MÉDIA OBTIDA PELA CATETERIZAÇÃO DAS ARTÉRIAS SUBLINGUAL E FEMORAL, EM CÃES SUBMETIDOS À EXODONTIA INCISIVA

Autores

  • Patricia Maria Coletto Freitas
  • Ana Elisa Pato Salgado
  • Wangles Pignaton
  • Letícia Binda Baungarten
  • Duvaldo Eurides
  • Evandro Zacché Pereira

Palavras-chave:

acesso vascular, artérias

Resumo

Para correlacionar e comparar as pressões arteriais médias obtidas pela canulação das artérias femoral e sublingual foram utilizadas 12 cadelas, sem raça definida, com peso médio entre 4 a 11 kg. Os animais foram pré-tratados com acepromazina (0,1mg/kg, IM), induzidos a anestesia com propofol (5,0 mg/Kg, IV) e mantidos com isofluorano em circuito anestésico sem reinalação de gazes, com fluxo diluente de O2 de 200 mL/Kg/min. A cateterização da artéria femoral se deu por punção percutânea, com cateter com diâmetro de 22 GA. A cateterização a artéria sublingual foi realizada por punção direta na região ventral da língua, com cateter idêntico ao citado anteriormente. Ambos os cateteres foram conectados a um sistema constituído de manômetro aneróide para mensuração da pressão arterial média. Posteriormente se iniciaram a extração dos dentes incisivos inferior lateral e intermédio. As pressões foram mensuradas a cada 5 minutos após a conecção do sistema de aferição, durante 40 minutos. Também se avaliou a freqüência cardíaca nestes momentos. Para análise estatística, utilizou-se a correlação de Pearson (r) com nível de significância de 0,1% (P< 0,001). Observou-se uma correlação de 96,12% (P<0,0001) entre as pressões arteriais média femoral e sublingual, com pressões médias das artérias femoral e sublingual de 76,18±25 e 72,05±27 mmHg, respectivamente. A cateterização por punção direta não foi conseguida em 25% dos animais. Não houve diferença significativa nas pressões arteriais em nenhum momento da aferição. Observou-se baixa correlação entre as pressões sanguíneas (sublingual e femoral) e a freqüência cardíaca. A mensuração da pressão arterial média pela cateterização da artéria sublingual é exeqüível e possui alta correlação com a pressão da artéria femoral, tornando-se esta uma opção para monitoração da pressão arterial em cães.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patricia Maria Coletto Freitas

Professora adjunto do departamento de Medicina Veterinária da UNiversidade Federal do Espirito Santo e Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias

Ana Elisa Pato Salgado

Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias - UFES

Wangles Pignaton

Graduado em Medicina Veterinária - UFES. Residente de Anestesiologia - UNESP Botucatu

Letícia Binda Baungarten

Mestre em Ciências Veterinárias - Universidade Federal de Uberlândia

Duvaldo Eurides

Professor adjunto da Faculdade de Medicina Veterinária - UFU

Downloads

Publicado

2011-04-20

Como Citar

Freitas, P. M. C., Salgado, A. E. P., Pignaton, W., Baungarten, L. B., Eurides, D., & Pereira, E. Z. (2011). CORRELAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL MÉDIA OBTIDA PELA CATETERIZAÇÃO DAS ARTÉRIAS SUBLINGUAL E FEMORAL, EM CÃES SUBMETIDOS À EXODONTIA INCISIVA. Veterinária Notícias - Vet Not, 15(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/18873

Edição

Seção

Artigos