PONTES DE MIOCÁRDIO EM CORAÇÕES DE SUÍNOS (SUS DOMESTICUS) E SUAS POSSÍVEIS INFLUÊNCIAS SOBRE LESÕES ATEROSCLERÓTICAS EM ARTÉRIAS CORONÁRIAS

Autores

  • Jose Wilson Santos Universidade Federal de Uberlândia
  • Marcelo Emílio Belleti Universidade Federal de Uberlândia
  • Andréia Narciso Santos Universidade Federal de Uberlândia
  • Regiane da Silva Rodrigues Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/VTv22n2a2016.33246

Palavras-chave:

Artérias, Aterosclerose, Doença cardíaca, Experimentação Animal

Resumo

RESUMO

Objetivo:Buscou-se analisar em suínos jovens e adultos, sob microscopia de luz, as características morfológicas dos ramos arteriais coronarianos sob as pontes de miocárdio, bem como dos segmentos pré-pontino e pós-pontino, na tentativa de estabelecer correlações morfofuncionais entre estes. Métodos: Utilizou-se para a pesquisa 40 corações de suínos, todas fêmeas sem raça definida, sendo 20 jovens e 20 adultos, todos portadores de pontes de miocárdio, dos quais foram retirados fragmentos pré-pontino, pontino, pós-pontino de ramos das artérias coronárias direita e esquerda, juntamente com o tecido circunjacente. Os segmentos foram submetidos às técnicas habituais da microscopia de luz e corados pela hematoxina-eosina. Resultados: Observou-se alterações da íntima tais como espessamentos, células com citoplasma claro, ruptura e/ou duplicação da lâmina limitante elástica interna. O teste estatístico se mostrou significativo para posição em suínos adultos, confirmando que existe uma maior freqüência de lesões no segmento pré-pontino da túnica íntima das artérias coronárias quando comparado com o segmento pontino e pós-pontino. O mesmo teste confirmou uma variação na frequência de lesões entre as amostras estudadas, sendo maior em animais jovens quando comparado com animais adultos. Para os animais jovens, o teste não se apresentou significativo para a variável posição entre nenhum dos segmentos comparados entre si. Conclusão: Concluiu-se estatisticamente uma maior ocorrência de lesões ateroscleróticas nos segmentos arteriais que antecedem a ponte de miocárdio em relação aos demais segmentos estudados. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jose Wilson Santos, Universidade Federal de Uberlândia

  • Instituto de Ciências Biomédicas
  • Departamento de Anatomia Humana
  • Universidade Federal de Uberlândia

Marcelo Emílio Belleti, Universidade Federal de Uberlândia

  • Instituto de Ciências Biomédicas
  • Departamento de Histologia
  • Universidade Federal de Uberlândia

Andréia Narciso Santos, Universidade Federal de Uberlândia

  • Instituto de Ciências Biomédicas
  • Curso de Biologia
  • Universidade Federal de Uberlândia

Regiane da Silva Rodrigues, Universidade Federal de Uberlândia

  • Instituto de Ciências Biomédicas
  • Curso de Biologia
  • Universidade Federal de Uberlândia

Downloads

Publicado

2016-10-19

Como Citar

Santos, J. W., Belleti, M. E., Santos, A. N., & Rodrigues, R. da S. (2016). PONTES DE MIOCÁRDIO EM CORAÇÕES DE SUÍNOS (SUS DOMESTICUS) E SUAS POSSÍVEIS INFLUÊNCIAS SOBRE LESÕES ATEROSCLERÓTICAS EM ARTÉRIAS CORONÁRIAS. Veterinária Notícias, 22(2). https://doi.org/10.14393/VTv22n2a2016.33246