EFICÃ?CIA DA OZONIOTERAPIA NO TRATAMENTO DE MASTITE SUBCLÃ?NICA DE VACAS EM LACTAÇÃO

Autores

  • Marco Túlio Carrijo Pereira UNIUBE
  • César Augusto Garcia FAMEV - UFU

Palavras-chave:

Gás ozônio, ozonioterapia, mastite bovina, california mastitis test, contagem de células somáticas.

Resumo

O objetivo deste estudo foi verificar a eficácia do gás ozônio no tratamento de mastite subclínica, adotando como referência os resultados dos exames California Mastitis Test (CMT) e a Contagem de Células Somáticas (CCS). Para isto utilizou-se de 40 (quarenta) glândulas mamárias, com diagnóstico positivo para mastite subclínica, de 22 vacas mestiças, em lactação, com idades e pesos variados. Os animais foram submetidos à ozonioterapia, com aplicação intramamária do gás, para o tratamento da enfermidade. Uma vez que os testes estatísticos revelaram diferenças significativas para os valores dos resultados dos testes CMT e CCS, dos animais tratados pela ozonioterapia, pode-se afirmar, que dentro das condições em que foi realizada a presente pesquisa, a terapia foi eficaz na redução da intensidade da infecção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-02-27

Como Citar

Túlio Carrijo Pereira, M., & Augusto Garcia, C. (2008). EFICÃ?CIA DA OZONIOTERAPIA NO TRATAMENTO DE MASTITE SUBCLÃ?NICA DE VACAS EM LACTAÇÃO. Veterinária Notícias, 12(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/18820

Edição

Seção

Artigos