MASTITE CLÍNICA E SUBCLÍNICA EM PEQUENAS PROPRIEDADES LEITEIRAS NO MUNICÍPIO DE ARAGUARI - MG

Autores

  • Augusto José de Oliveira
  • Giovanna Faria de Moraes FAMEV UFU
  • Isabel Cristina Ferreira Universidade Federal de Uberlândia
  • Camylla Pedrosa Monteiro FAMEV UFU
  • Agnaldo Donizete Ferreira de Carvalho Embrapa

Resumo

Os problemas de sanidade das pequenas propriedades rurais afetam a qualidade do leite. O objetivo do presente estudo foi verificar a incidência de mastite clínica e subclínica por meio do teste da caneca telada e do Califórnia Mastite Teste (CMT), em cinco pequenas propriedades do município de Araguari-MG. A pesquisa foi realizada com 69 animais, sendo as coletas realizadas nos meses de junho, julho e agosto de 2010. A incidência de mastite clínica foi menor (10,5%) que a subclínica (33%). Fatores como ordem de parto, período de lactação, uso de pré e pós dipping, higiene do curral e na ordenha, uso de caneca telada e CMT não influenciaram na incidência de casos clínicos e subclínicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Augusto José de Oliveira

Médico Veterinário

Isabel Cristina Ferreira, Universidade Federal de Uberlândia

Professora adjunta da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia na área de Produção Animal: Bovinocultura de Corte, Ovinos e Caprinos

Downloads

Publicado

2013-12-19

Como Citar

Oliveira, A. J. de, Moraes, G. F. de, Ferreira, I. C., Monteiro, C. P., & Carvalho, A. D. F. de. (2013). MASTITE CLÍNICA E SUBCLÍNICA EM PEQUENAS PROPRIEDADES LEITEIRAS NO MUNICÍPIO DE ARAGUARI - MG. Veterinária Notícias - Vet Not, 19(1). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/23102