HISTOMORFOMETRIA DOS TESTÃ?CULOS EM CÃES NATIMORTOS

Autores

  • CUNHA, G.N. UFU
  • JACOMINI, J.O. FAMEV - UFU
  • BELETTI, M.E. ICBIM - UFU
  • MILKEN, V.M.F. UFU
  • MACHADO, E.R. UFU

Palavras-chave:

Testículos, morfologia, cão.

Resumo

O objetivo deste estudo foi descrever aspectos morfológicos dos testículos de cães natimortos. Foram utilizados testículos de 10 filhotes de diferentes raças, obtidos em cesariana. Retiraram- se ambos os testículos localizados na cavidade abdominal, fixando-os em solução de formol a 10%. O material foi então preparado para microscopia óptica convencional. Foram feitos cortes de 5μm de espessura, aproveitando-se um corte a cada 10, num total de seis. A contagem das células germinativas (CG) e células de sustentação (CS) foi feita em cortes transversais de cordão testicular, em microscopia óptica com objetiva de 40X. Avaliouse a espessura da túnica albugínea, o diâmetro dos cordões testiculares, área do cordão/área testicular em objetiva de 10X e o diâmetro da CG e de seu núcleo em objetiva de 40X. A quantificação e as mensurações foram feitas por meio do softwere HL Image 97. A túnica albugínea apresentou espessura de 96,20± 49,57μm. O diâmetro dos cordões testiculares foi de 69,40 ± 13,67μm e a porcentagem dos cordões por volume testicular foi de 27,20. Apresentaram números de CG e CS por corte transversal de cordão de 2,11 ± 0,70 e 16,60 ± 1,99, respectivamente. O número total de células germinativas por testículo foi de 1.437.680,75 ± 460.404,90 e diâmetros das células germinativas e de seus núcleos de 12,97 ± 2,93μm e 8,79 ± 1,70μm, respectivamente. Os cordões testiculares ocuparam aproximadamente ¼ do volume testicular. Os testículos estavam bastante diferenciados com a túnica albugínea evidente e os cordões testiculares formados 2 tipos de células. As células de sustentação, pequenas, localizadas na periferia e as germinativas, maiores e pouco numerosas, cujos números médios por corte transversal foram de 16,6 e 2,11, respectivamente. Mostraram número total médio de células germinativas bem como o seu diâmetro e de seu núcleo, na mesma seqüência, de 1.437.608,75; 12,97 e 8,79μm. Observou-se predomínio de tecido conjuntivo em relação aos cordões testiculares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-02-12

Como Citar

G.N., C., J.O., J., M.E., B., V.M.F., M., & E.R., M. (2008). HISTOMORFOMETRIA DOS TESTÃ?CULOS EM CÃES NATIMORTOS. Veterinária Notícias, 12(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/18754

Edição

Seção

Artigos