Os desafios da inclusão de pessoas com deficiência na pós-graduação stricto sensu: uma revisão sistemática e uma pesquisa empírica sobre o tema

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v12n3a2023-68667

Palavras-chave:

Pessoa com deficiência, Cotas, Pós-graduação, Reserva de vagas, Educação superior

Resumo

O esforço permanente de inclusão de grupos historicamente marginalizados constitui um primado de isonomia, que refirma o compromisso fundamental da República Federativa do Brasil na promoção da dignidade da pessoa humana. Compreendendo a relevância da temática e uma vez verificada a lacuna na produção acadêmica, o presente artigo surge com o objetivo de investigar a reserva de vagas para Pessoas com Deficiência em programas de pós-graduação stricto sensu ofertados por universidades públicas federais. Este estudo busca analisar, a partir de uma revisão sistemática da literatura e de pesquisa empírica, a realidade das instituições, no que concerne aos aspectos normativos do ingresso, permanência e egressos dos cursos de Mestrado e Doutorado ofertados no país.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Rafael Lucas da Silva Santos, Universidade Federal Fluminense - Brasil

Mestre. Universidade Federal Fluminense (Doutorando), Niterói, Rio de Janeiro, Brasil.

Plínio Lacerda Martins, Universidade Federal Fluminense - Brasil

Doutor. Universidade Federal Fluminense (Professor), Niterói, Rio de Janeiro, Brasil.

Sergio Gustavo de Mattos Pauseiro, Universidade Federal Fluminense - Brasil

Doutor. Universidade Federal Fluminense (Professor), Niterói, Rio de Janeiro, Brasil.

Referências

ALVES, D. C. Acadêmicos indígenas, quilombolas e pessoas com deficiência no ensino superior: uma análise da política de inclusão adotada pela Universidade Estadual do Sudeste da Bahia (UESB). Diversidade e Educação, v. 7, n. 1, p. 121-150, 2019. DOI: https://doi.org/10.14295/de.v7i1.9038.

BONDEZAN, A. N. et al. Cotas para pessoas com deficiência nos cursos superiores do Instituto Federal do Paraná (IFPR). Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 103, n. 264, p. 356-377,2022. DOI: https://doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.103i264.5019.

BRUNHARA, J. A. et al. Accessibility of people with disabilities to higher education: social attitudes of students and professors of a higher education institution. Revista CEFAC, v. 21, n. 3, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/1982-0216/201921313018.

BUIATTI, V. P.; NUNES, L. dos G. A. Cotas para pessoas com deficiência na Universidade Federal de Uberlândia (UFU): política de inclusão no ensino superior. Revista Educação e Políticas em Debate, v. 11, n. 1, p. 325-345, 2022. DOI: https://doi.org/10.14393/repod-v11n1a2022-64911.

CABRAL, L. S. A. Políticas de ações afirmativas, pessoas com deficiência e o reconhecimento das identidades e diferenças no ensino superior brasileiro. Education policy analysis archives, v. 26, p. 57, 2018. DOI: https://doi.org/10.14507/epaa.26.3364.

COSTA, A. F. da. O conceito de pessoa com deficiência e a proposta de um diálogo de cortes: análise do seu significado na Corte Interamericana de direitos humanos e na jurisprudência dos tribunais superiores brasileiros. Teoria Jurídica Contemporânea, v. 5, n. 1, p. 61-86, 2020. DOI: https://doi.org/10.21875/tjc.v5i1.27499.

FERREIRA, G. C.; MOTTA, I. D. da. A pessoa com deficiência e a sua inclusão no ensino superior brasileiro. Revista jurídica Cesumar, v. 17, n. 3, p. 831, 2017. DOI: https://doi.org/10.17765/2176-9184.2017v17n3p831-860.

FERREIRA, G.; CABRAL FILHO, A. V. Movimentos Sociais e o Protagonismo das Pessoas com Deficiência. Ser social: revista do Programa de Pós-Graduação em Política Social do Departamento de Serviço Social da Universidade de Brasília, v. 15, n. 32, p. 93-116, 2013. DOI: https://doi.org/10.26512/ser_social.v15i32.13036.

GUEDES, L. C. Luta por Dignidade e Inclusão da Pessoa com Deficiência no Ensino Público Superior. Revista portuguesa de pedagogia: publicação da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, v. 54, p. e054005, 2020. DOI: https://doi.org/10.14195/1647-8614_54_6.

MARQUES, A. R.; BARBOSA, J. A. G. A experiência da graduação por uma pessoa com deficiência. Revista Docência do Ensino Superior, v. 12, p. 1-16, 2022. DOI: https://doi.org/10.35699/2237-5864.2022.39525.

MARTINS, D. A.; LEITE, L. P.; LACERDA, C. B. F. de. Políticas públicas para acesso de pessoas com deficiência ao ensino superior brasileiro: uma análise de indicadores educacionais. Ensaio, Rio de Janeiro, v. 23, n. 89, p. 984-1014, 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/s0104-40362015000400008.

MENDES, F. A. G. A inclusão e a reserva de vagas para a pessoa com deficiência no ensino superior. Revista Educação e Políticas em Debate, v. 11, n. 1, p. 312-324, 2022. DOI: https://doi.org/10.14393/repod-v11n1a2022-64910.

NASCIMENTO, M. I. do et al. Pessoas com deficiência trabalhando como docentes na educação superior. Revista de psicologia, v. 15, n. 56, p. 482-494, 2021. DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v15i56.3137.

PORTE, M. de S.; ROCHA, T. J. D.; PEREIRA, A. C. Barreiras de Acessibilidade para Pessoas com Deficiência no Ensino Superior. Administração Pública e Gestão Social, n. 4, v. 14, 2022. DOI: https://doi.org/10.21118/apgs.v14i4.13376.

PRANDI, L. R. et al. Direito fraterno: dispositivo legal para o acesso e permanência da pessoa com deficiência no ensino superior. Educa, Porto Velho, v. 5, n. 12, p. 151, 2018. DOI: https://doi.org/10.26568/2359-2087.2018.3405.

REBOUÇAS, C. B. de A. et al. Pessoa com deficiência física e sensorial: percepção de alunos da graduação em enfermagem. Acta paulista de enfermagem, v. 24, n. 1, p. 80-86, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/s0103-21002011000100012.

SARLET, I. W.; SARLET, G. B. S. As ações afirmativas, pessoas com deficiência e o acesso ao ensino superior no brasil - contexto, marco normativo, efetividade e desafios. Revista Direitos Fundamentais & Democracia. Revista direitos fundamentais & Democracia (UniBrasil), n. 2, v. 24, p. 338-363, 2019. DOI: https://doi.org/10.25192/issn.1982-0496.rdfd.v24i21554.

SENNA, M. Proteção à Pessoa com Deficiência. Ser social: revista do Programa de Pós-Graduação em Política Social do Departamento de Serviço Social da Universidade de Brasília, Brasília, v. 15, n. 32, p. 11-33, 2013. DOI: https://doi.org/10.26512/ser_social.v15i32.13028.

SILVA, J. C. da; PIMENTEL, A. M. Inclusão educacional da pessoa com deficiência visual no ensino superior. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, v. 29, 2021.

SILVA, V. L. R. R.; RUSCHEINSKY, A. Democratização do Ensino Superior às Pessoas com Deficiência/Necessidades Especiais: A Unioeste como Campo de Reconhecimento Social. Revista mediações, v. 26, n. 1, p. 201-218, 2021. DOI: https://doi.org/10.5433/2176-6665.2021v26n1p201.

SOCHACZEWSKI, J.; TAVARES, L. H. G. de L. Suas, BPC e pessoas com deficiência. Ser social: revista do Programa de Pós-Graduação em Política Social do Departamento de Serviço Social da Universidade de Brasília, v. 15, n. 32, p. 141-165, 2013. DOI: https://doi.org/10.26512/ser_social.v15i32.13038.

SPOSATI, A. Proteção social e atenção à pessoa com deficiência. Ser social: revista do Programa de Pós-Graduação em Política Social do Departamento de Serviço Social da Universidade de Brasília, v. 15, n. 32, p. 35-50, 2013. DOI: https://doi.org/10.26512/ser_social.v15i32.13031.

TANGANELLI, L. P.; SEBASTIÁN-HEREDERO, E. Organização do acesso e permanência das pessoas com deficiência no ensino superior a partir da instauração do Programa Incluir. Política e Gestão Educacional, v. 24, n. esp2, 2020. DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v24iesp2.14337.

VAZ, L.; FERREIRA, D. Análise dos processos de integração no trabalho das pessoas com deficiência: estudo de caso em uma instituição de ensino superior. E3, Santa Maria da Feira, v. 5, n. 1, p. 3-35, 2020. DOI: https://doi.org/10.29073/e3.v5i1.126.

WUO, A. S.; PAGANELLI, B. T. S. Barreiras e facilitadores na inclusão de pessoas com deficiência na educação superior: O ponto de vista dos estudantes. Education policy analysis archives, v. 30, 2022. DOI: https://doi.org/10.14507/epaa.30.6809.

ZUCCO, L. Proteção Social à Pessoa com Deficiência no Brasil Pós-Constituinte. Ser social: revista do Programa de Pós-Graduação em Política Social do Departamento de Serviço Social da Universidade de Brasília, v. 15, n. 32, p. 51-57, 2013. DOI: https://doi.org/10.26512/ser_social.v15i32.13032.

Publicado

2023-07-12

Como Citar

SANTOS, R. L. da S.; MARTINS, P. L.; PAUSEIRO, S. G. de M. Os desafios da inclusão de pessoas com deficiência na pós-graduação stricto sensu: uma revisão sistemática e uma pesquisa empírica sobre o tema: . Revista Educação e Políticas em Debate, [S. l.], v. 12, n. 3, p. 1097–1116, 2023. DOI: 10.14393/REPOD-v12n3a2023-68667. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/68667. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ - POLÍTICAS PÚBLICAS LUSO-BRASILEIRAS DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO PARA PESSORAS COM DEFICIÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR