Educação Especial e Inclusiva na educação infantil: perspectivas, desafios e diferenças

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v12n1a2023-66436

Palavras-chave:

Educação Infantil., Educação Inclusiva, Educação Especial., Diferenças, Contexto escolar.

Resumo

Este artigo teve por objetivos: compreender as orientações presentes em documentos oficiais acerca da educação especial/inclusiva na educação infantil; analisar os desafios e possibilidades do processo de inclusão da criança com deficiência; entender as diferenças entre esses dois tipos de educação; conhecer as dificuldades que norteiam a inclusão escolar deste público. A partir de uma pesquisa bibliográfica verificou-se que os documentos oficiais apresentam avanços no campo da educação especial na perspectiva inclusiva. As condições inadequadas de trabalho, insuficiência de recursos pedagógicos, fragilidade na formação inicial e continuada dos professores, entre outros, impedem a garantia de qualidade da educação e dificultam o processo de inclusão do público-alvo na escola regular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Thaís Caroline da Silva Lima, Universidade Federal do Pará - Brasil

Graduanda em Licenciatura em Pedagogia. Universidade Federal do Pará, Belém, Pará, Brasil.

Marcela Sena Quaresma, Universidade Federal do Pará - Brasil

Graduanda em Licenciatura em Pedagogia. Universidade Federal do Pará, Belém, Pará, Brasil.

Christianne Thatiana Ramos de Souza, Universidade Federal do Pará - Brasil

Doutorado em Educação Especial, Universidade Federal de São Carlos. Docente Faculdade de Educação/Universidade Federal do Pará, Belém, Pará, Brasil.

Daniele Dorotéia Rocha da Silva de Lima, Universidade Federal do Pará - Brasil

Doutorado em Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Federal do Pará. Docente Faculdade de Educação/Universidade Federal do Pará, Belém, Pará, Brasil.

Referências

ARIÈS, P. História social da criança e da família. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC,1981.

BENTES, N. O. Vigotski e a Educação Especial: notas sobre suas contribuições. Revista Cocar. Programa de Pós-Graduação da Universidade do Estado do Pará (UEPA), 2010.

BRASIL. Lei 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências, Brasília, 1990.

BRASIL. Lei nº 9.394/96, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: Ministério da Educação – Imprensa Oficial, 1996.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, de 05 de outubro de 1998 (atualizada até a Emenda Constitucional n° 107, de 02/07/2020).

BRASIL. Câmara dos Deputados. Plano Nacional de Educação. Brasília: 09/01/2001.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Versão preliminar, 2008. BRASIL, MEC/SEESP. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/politica.pdf. Acesso em: 02 jun. 2021.

BRASIL. Lei nº. 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Diário Oficial [da] União, Seção 1, edição extra, Brasília, DF, 26 jun. 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 26 jun. 2021.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasília, 2015.

BREITENBACH, F.V.; HONEFF, C.; COSTAS, F. A. T. Educação Inclusiva: as implicações das traduções e das interpretações da Declaração de Salamanca no Brasil. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v.24, n. 90, p. 359-379, abr./jun. 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-40362016000200005.

BUZAR, E. A. S. A singularidade visuo-espacial do sujeito surdo: implicações educacionais: Educação de surdos: contribuições histórico-culturais. 2009. 122f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Brasília, DF, 2009.

CARVALHO, R. E. Removendo Barreiras para a Aprendizagem. Educação Inclusiva. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.

FERREIRA, R. F. A. Inclusão de crianças com transtorno do espectro autista, na educação infantil: o desafio da formação de professoras. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2017.

GLAT, R.; BLANCO, L. M. V. Educação especial no contexto de uma educação inclusiva. In: GLAT, R. (Org.). Educação inclusiva: cultura e cotidiano escolar. 2. ed. Rio de Janeiro: Ed. 7 Letras, 2007.

GUSMAO, F. A. F; MARTINS, T. G; LUNA, S. V. de. Inclusão escolar como uma prática cultural: uma análise baseada no conceito de metacontingência. Psicol. educ., São Paulo, n. 32, p. 69-87, jun. 2011.

JANNUZZI, G. Algumas concepções de educação do deficiente. Rev. Bras. Cienc. Esporte, Campinas, v. 25, n. 3, p. 9-25, maio 2004.

LEI 4024/61 Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, de 20/12/61. In: Legislação de Ensino de 1º e 2º Graus (Federal). RAMA, L. M. J. da S. et al. (Compilação e organização), 1980, v.1, p.265-270.

MANTOAN, M. T. E.; PRIETO, R.G. Inclusão escolar. In: ARANTES, V. A. (Org.). Inclusão Escolar. Coleção Pontos e Contrapontos. 5. Ed. São Paulo: Summus, 2006.

MAZZOTTA, M. J. S. Inclusão social de pessoas com deficiências e necessidades especiais: cultura, educação e Lazer. São Paulo: Saúde e Sociedade, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-12902011000200010.

MORAIS, C. R. C. Inclusão escolar: o que falam as crianças da Educação Infantil. Itajaí: Universidade do Vale do Itajaí, 2014.

PEREIRA, O. et al. Educação Especial: atuais desafios. Rio de Janeiro: Interamericana, 1980.

PLETSCH, M. Educação especial e inclusão escolar: políticas, práticas curriculares e processos de ensino e aprendizagem. Poíesis Pedagógica, Catalão-GO, v.12, n. 1, p. 7-26, jan-jun 2014. DOI: https://doi.org/10.5216/rpp.v12i1.31204.

RODRIGUES, D. Inclusão e Educação: doze olhares sobre a Educação Inclusiva. São Paulo: Summus, 2006.

SOUZA, M. L. de; MACHADO, A. S. Perspectivas e desafios da educação inclusiva: uma revisão bibliográfica. Revista de Educação da Universidade Federal do Vale do São Francisco, vol. 9, no 20, p. 24-49, 2019.

SOUZA, N. N. Concepções de educadoras de creche sobre o desenvolvimento da criança na faixa etária de zero a três anos. Dissertação (Mestrado em Educação). Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 2008.

Downloads

Publicado

2022-12-02

Como Citar

LIMA, T. C. da S.; QUARESMA, M. S.; SOUZA, C. T. R. de; LIMA, D. D. R. da S. de. Educação Especial e Inclusiva na educação infantil: perspectivas, desafios e diferenças. Revista Educação e Políticas em Debate, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 459–474, 2022. DOI: 10.14393/REPOD-v12n1a2023-66436. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/66436. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

DEMANDA CONTÍNUA