As políticas de ação afirmativa e a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – Breve apontamento histórico

Autores

  • Ricardo Dias da Costa Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v11n1a2022-64901

Palavras-chave:

Ação afirmativa, Equidade no acesso à educação em IFES, Lei 12711/2012, Lei13409/2016, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Resumo

Neste texto que traz as políticas de ação afirmativa como tema central, além de resgatar conceitos importantes, apresenta-se a aplicabilidade da equidade. Esta discussão oportunizou resgatar um pouco da história da UFRRJ e a sua relação com as políticas de ação afirmativa etnicamente referenciadas ou não. Embora a Lei Federal 13.409./2016 ao atualizar a Lei 12.711/2012 inclua nela pessoas com deficiência como sujeitos de direito de tal política, as lentes analíticas aqui estarão voltadas especificamente para as pessoas pretas e pardas que ingressaram na UFRRJ servindo-se da Lei Federal 12711/2012.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

AZEVEDO, Janete M. Lins de. A educação como Política Pública – Polêmicas do nosso tempo. Campinas: Editora Autores Associados. 1997

COLLETA, N. (1996). Formal, Non-Formal and Informal Education. (A. Tuijnman, Ed.) International Encyclopedia of Adult Education and Training, pp. 22-27. Oxford: Pergamon Press.

COSTA, Ricardo Dias da. A lei 12.711/2012 e os cursos de graduação em turismo da UFMG, UFOP e UFRRJ – similaridades, singularidades e desafios no processo de consolidação. Tese de Doutorado em Educação – Instituto de Educação/Instituto Multidisciplinar, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, Rio de Janeiro, 2019

d’ADESKY, Jacques. Pluralismo Étnico e Multiculturalismo, Racismos e Anti-Racismos No Brasil. Tese de Doutorado apresentada à Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, da Universidade de São Paulo. 1998. mimeo

FERNANDES, Florestan. A integração do negro na sociedade de classes. 3. ed. São Paulo: Ática, 1978, v. 1

Gohn, Maria da Gloria. Movimentos sociais na contemporaneidade. Revista Brasileira de Educação, Minas Gerais, 2011

GOMES, Joaquim Benedito Barbosa. Ação afirmativa e princípio constitucional da igualdade: o direito como instrumento de transformação social. As experiências dos EUA. Rio de Janeiro: Renovar, 2001.

GOMES, Nilma Lino. Alguns termos e conceitos presentes no debate sobre relações raciais no Brasil: uma breve discussão. In: BRASIL. Educação Anti-racista: caminhos abertos pela Lei federal nº 10.639/03. Brasília, MEC, Secretaria de educação continuada e alfabetização e diversidade, 2005. P. 39 - 62.

LEWANDOWSKI, Ricardo Evandro. Teor do voto do Ministro relator [não revisado], DPF 186 – Superior Tribunal de Justiça (STF). Julgamento em 26/04/2012 – Disponível em: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=374437. Acessado em 22/04/2018.

MOORE, Carlos. Do marco histórico das políticas públicas de ação afirmativa. In SALES, Augusto dos Santos (Org.). Ações afirmativas e combate ao racismo nas Américas. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005 (pp. 313-342)

PEREIRA, Amauri Mendes. Trajetória e perspectivas do movimento negro brasileiro. Belo Horizonte: Nandyala Editora, 2008

TRILLA, J. La educación fuera de la escuela: Ambitos no formales y educación social. Ariel: Barcelona, 1993.

SANTOS, Adilson Pereira dos. Itinerário das ações afirmativas no ensino superior público brasileiro: dos ecos à Lei de Cotas. Revista de Ciências Humanas, v. 12, n. 2, p. 289-317, ju/dez, 2012

SANTOS, Adilson Pereira dos. Implementação da Lei de Cotas em três universidades federais mineiras. Tese de Doutorado em Educação: Conhecimento e Inclusão Social. Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte: UFMG, 2018

SANTOS, Deborah Silva; GARCIA-FILICE, Renísia Cristina; RODRIGUES, Ruth Meyre Mota. Políticas Públicas e Raça: avanços e perspectivas. Brasília – DF. Universidade de Brasília – UNB, 2016.

SISS, Ahyas. Afro-brasileiros e ação afirmativa: relações instituintes de práticas político-ético-pedagógicas. Tese de Doutorado em Educação – Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal Fluminense. Rio de Janeiro: UFF, 2001

SISS, Ahyas; FERNANDES, Otair; COSTA, Ricardo Dias da. O LEAFRO e as ações afirmativas na UFRRJ: dilemas e perspectivas. In: MARQUES, Eugenia Portela; SILVA, Wilker Solidade da. (Org.). Educação, relações étnico-raciais e resistências: as experiências dos Núcleos de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas no Brasil – Assis: Triunfal Gráfica e Editora, 2016, p. 125-140

SNODGRASS, Donald R., Inequality and Economic Development in Malaysia (Kuala Lumpur: Oxford University Press, 1980), p. 10.

SOWELL, Thomas. Affirmative action around the world – An empirical study. New Haven: Yale University Press, 2004

SPOSATI, A. Exclusão social abaixo da linha do Equador. In: VERAS, M.P.B. (Ed.) Por uma sociologia da exclusão social: o debate com Serge Paugam. São Paulo: Educa, 1999

WEISSKOPF, Thomas E. Affirmative action in the United States and India: a comparative perspective. Nova York, Routledge, 2004, 304 pp.

Downloads

Publicado

2022-03-01

Como Citar

Costa, R. D. da . (2022). As políticas de ação afirmativa e a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – Breve apontamento histórico. Revista Educação E Políticas Em Debate, 11(1), 83–100. https://doi.org/10.14393/REPOD-v11n1a2022-64901

Edição

Seção

DOSSIÊ - POLÍTICA DE AÇÕES AFIRMATIVAS EM INSTITUIÇÕES DO ENSINO SUPERIOR (IES): EM DEBATE O ACESSO E A EQUIDADE