Editorial - Pandemia (Covid-19) e cenário político sombrio: efeitos colaterais na educação brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v10n3a2021-63447

Palavras-chave:

Pandemia (Covid -19), Cenário político, Educação brasileira

Resumo

A avaliação do cenário atual evidencia um momento sombrio da nossa história, seja pela pandemia que assola o mundo com o coronavírus (COVID-19), uma doença infecciosa causada pelo vírus SARS-CoV-2, que já provocou mais de 4,5 milhões de mortes no mundo e, no Brasil, mais de 594 mil, mas também pelo momento político que tem sido caracterizado por fundamentos extremamente conservadores, associados à ampliação dos interesses do mercado. De tal modo, a realidade trágica, que marca a nossa história diante das famílias enlutadas ou que sofrem os efeitos deletérios de um contexto pandêmico de tamanha proporção, associa-se, dentre outros, a efeitos econômicos e socioculturais das políticas antidemocráticas e neoliberais, que colocam muitos em situação de abandono por parte do Estado, ampliando as consequências lancinantes da pandemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Leonice Matilde Richter, Universidade Federal de Uberlândia - Brasil

Editora adjunta da Comissão Editorial da Revista Educação e Políticas em Debate. Doutora em Educação. Professora associada da Faculdade de Educação (Faced/UFU) com atuação no Curso de Pedagogia e nos cursos de Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Educação desta mesma instituição.  

Vilma Aparecida de Souza, Universidade Federal de Uberlândia - Brasil

Editora adjunta da Comissão Editorial da Revista Educação e Políticas em Debate. Doutora em Educação. Professora adjunta da Faculdade de Educação (Faced/UFU) com atuação no Curso de Pedagogia e nos cursos de Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Educação desta mesma instituição.

Maria Vieira Silva, Universidade Federal de Uberlândia - Brasil

Presidente da Comissão Editorial da Revista Educação e Políticas em Debate. Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), com estágio de pós-doutorado, realizado no Centre de Recherches Sociologiques e Politiques de Paris–Université Paris VIII. Professora Titular de Políticas e Gestão da Faculdade de Educação da Educação da Universidade Federal de Uberlândia. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Coordenadora do Grupo de Pesquisa Polis, Políticas, Educação e Cidadania da UFU. Diretora de Formação e Desenvolvimento da Associação Nacional de Política e Administração da Educação (ANPAE). Membro do Grupo de Trabalho Estado e Políticas Educacionais da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) e membro do Centro de Estudos Educação e Sociedade (CEDES).

Raquel Aparecida Souza, Universidade Federal de Uberlândia - Brasil

Editora adjunta da Comissão Editorial da Revista Educação e Políticas em Debate. Doutora em Educação pela Universidade de Brasília. Docente da Universidade Federal de Uberlândia, campus Pontal, no curso de Pedagogia.

Referências

BRASIL. Medida Provisória nº 934, de 1º de abril de 2020. Estabelece normas excepcionais sobre o ano letivo da educação básica e do ensino superior decorrentes das medidas para enfrentamento da situação de emergência de saúde pública de que trata a Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020. Diário Oficial da União: 01/04/2020, Edição: 63-A, Seção: 1, Extra, Página: 1, Brasília, DF, 2020.

BRASIL. Decreto Legislativo Nº 6, DE 2020. Reconhece, para os fins do art. 65 da Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000, a ocorrência do estado de calamidade pública, nos termos da solicitação do Presidente da República encaminhada por meio da Mensagem nº 93, de 18 de março de 2020. Diário Oficial da União: DE 20/03/2020, P. 1 - Edição Extra - C, Brasília, DF, 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - COVID-19. Diário Oficial da União: 18/03/2020, Edição: 53, Seção: 1, Página: 39, Brasília, DF, 2020.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Sinopse Estatística do Questionário Resposta Educacional à Pandemia de Covid-19 no Brasil – Educação Básica. Brasília: Inep, 2021. Disponível em: https://download.inep.gov.br/censo_escolar/resultados/2020/apresentacao_pesquisa_covid19_censo_escolar_2020.pdf. Acesso em: 27 set. 2021.

FREITAS, Luis Carlos de. A reforma empresarial da educação: nova direita, velhas ideias. São Paula: Expressão Popular, 2018.

MOREL, Ana Paula Massadar. Negacionismo da Covid-19 e educação popular em saúde: para além da necropolítica. Revista Trabalho, Educação e Saúde [online]. 2021, v. 19. Acesso em: 28 set. 2021, e00315147. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1981-7746-sol00315. Acesso em: 27/09/2021. DOI: https://doi.org/10.1590/1981-7746-sol00315.

BROWN, Wendy. Nas ruínas do neoliberalismo – a ascensão da política antidemocrática no ocidente. São Paulo: Editora Filosófica Politeia, 2020.

SAVIANI, Dermeval. A crise política e o papel da educação na resistência ao golpe de 2016 no Brasil. In. Krawczyk, N.; Lombardi, J. C. (Orgs.). O golpe de 2016 e a educação no Brasil. Uberlândia: Navegando Publicações, 2018.

Downloads

Publicado

2021-10-01

Como Citar

Richter, L. M. ., Souza, V. A. de ., Silva, M. V. ., & Souza, R. A. . (2021). Editorial - Pandemia (Covid-19) e cenário político sombrio: efeitos colaterais na educação brasileira. Revista Educação E Políticas Em Debate, 10(3), 972–979. https://doi.org/10.14393/REPOD-v10n3a2021-63447

Edição

Seção

Editorial