O Enem como instrumento de autoavaliação: um projeto não efetivado / MEC's proposal for Enem to trigger a self-assessment: a project not carried out

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v9n2a2020-54014

Palavras-chave:

Autoavaliação, Enem, estudantes

Resumo

O objetivo central visa refletir se a proposta de autoavaliação (olhar para si) feita por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) encontra ressonância com a realidade dos discentes. Apega-se ao enfoque documental e bibliográfico, tendo como cerne os trabalhos de Zanchet (2003), Locco (2005), Almeida (2019) e documentos relativos ao Enem. Dentre os achados, nota-se que não há uma política curricular difundida pelo governo a fim de embasar o professor e o aluno acerca da disseminação da autoanálise. Tal prática, aliada ao referido exame, é conduzida (quando existe condução) de modo acrítico. Constata-se também que a autoavaliação necessita de um contexto mais humanizado e pessoal, ao contrário do cenário competitivo e meritocrático desencadeado por outras atribuições do Enem.      

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Vitor Sergio Almeida, Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG - Brasil

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Professor da Universidade do Estado Minas Gerais (UEMG), Unidade de Ituiutaba. Membro do grupo de pesquisa Políticas, Educação e Cidadania (Polis), sediado na UFU.

Referências

AFONSO, Almerindo Janela. Reforma do Estado e políticas educacionais: entre a crise do Estado Nação e a emergência da regulação supranacional. Educação & Sociedade, Campinas, ano 12, v. 22, n.75, p.15- 32, ago. 2001. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302001000200003.

ALMEIDA, Vitor Sergio de. Políticas de avaliação externa no Ensino Médio: O Enem sob a perspectiva de discentes e docentes da escola pública. 2019. 307 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. https://doi.org/10.14393/ufu.te.2019.2459.

ASSIS, Lúcia Maria de; LUZ, Róbia Cristina Rita da. Avaliação, currículo e docência: contribuições teóricas e conflitos da prática. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO, 26., 2013, Recife. Anais [...]. Recife: ANPAE, 2013. Disponível em: http://www.anpae.org.br/simposio26/1comunicacoes/LuciaMariadeAsssis-ComunicacaoOral-int.pdf. Acesso em: 17 jun. 201

BRASIL. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, 23 dez. 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Portaria nº 438, de 28 de maio de 1998. Institui o Exame Nacional do Ensino Médio – Enem. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, n. 102, p. 5, 01 jun. 1998a.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Enem: documento básico. Brasília: Inep, 1998b.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Brasília: INEP, 2000.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Portaria nº 110, de 04 de dezembro de 2002. Altera os objetivos do Enem.2002. Disponível em: http://www.in.gov.br/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=14&data=06/12/2002. Acesso em: 25 nov. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Portaria nº 7, de 19 de janeiro de 2006. Estabelece na forma desta Portaria, a sistemática para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio no exercício de 2006 (Enem/2006) como procedimento de avaliação do desempenho do participante ao término da Educação Básica, para aferir o desenvolvimento de competências fundamentais ao exercício da cidadania, e dá outras providências. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, 20 jan. 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Portaria nº 109, de 27 de maio de 2009. Estabelece a sistemática para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio no exercício de 2009 (Enem/2009). Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, n. 100, p. 56, 28 maio 2009.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 807, de 18 de junho de 2010. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, n. 116, p. 71-72, 21 jun. 2010.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Portaria nº 468 de 03 de abril de 2017. Dispõe sobre a realização do Exame Nacional do Ensino Médio - Enem, e dá outras providências. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, n. 65, p. 40, 04 abr. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Avaliação. 2018. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/observatorio-da-educacao/195-secretarias-112877938/seb-educacao-basica-2007048997/13565-avaliacao. Acesso em: 12 mai.2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Mais de 5 milhões de participantes estão confirmados para a edição do exame em 2019. 2019a. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/artigo/-/asset_publisher/B4AQV9zFY7Bv/content/mais-de-5-milhoes-de-participantes-estao-confirmados-para-a-edicao-do-exame-em-2019/21206. Acesso em: 22 fev. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Avaliação. 2019b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/igc/195-secretarias-112877938/seb-educacao-basica-2007048997/13565-avaliacao. Acesso em: 12 maio 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Método de correção das provas reconhece o conhecimento e a coerência do participante. 2019c. Disponível em: http://inep.gov.br/artigo/-/asset_publisher/B4AQV9zFY7Bv/content/metodo-de-correcao-das-provas-reconhece-o-conhecimento-e-a-coerencia-do-participante/21206. Acesso em: 22 maio 2020.

CASAGRANDE, Ana Lara. Avaliação: a redefinição do papel do Enem. In: SEMINÁRIO ESTADUAL DA ANPAE, 11., 2009, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: ANPAE, 2009.

FRANCISCO, Julaine Guimarães Gonçalves; MORAES, Dirce Aparecida Foletto de. A Autoavaliação como Ferramenta de Avaliação Formativa no Processo de Ensino e Aprendizagem. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO – EDUCRE, 11., 2013, Curitiba. Anais [...]. Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2013. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/CD2013/pdf/7225_4132.pdf. Acesso em: 08 mar. 2018.

FREITAS, Dirce Nei Teixeira de. A avaliação da educação básica no Brasil: dimensão normativa, pedagógica e educativa. Campinas: Autores Associados, 2007.

LOCCO, Leila de Almeida. Políticas Públicas de Avaliação: O Enem e a escola de Ensino Médio. 2005. 141 f. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2005.

OLIVEIRA, Ivan dos Santos. Novo Enem: experiências de participação, sentido e singificados atribuídos pelos estudantes à política. 2013. 194 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2013.

SANT’ANNA, Ilza Martins. Por que avaliar? Como avaliar?: critérios e instrumentos. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995.

SANTOS, Leonor. Autoavaliação regulada: por quê, o quê e como? mar. 2002. Disponível em: http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/msantos/textos/DEBfinal.pdf. Acesso em: 22 fev. 2012.

VASCONCELLOS, Celso dos S. Avaliação: Concepção Dialética-Libertadora do Processo de Avaliação Escolar. São Paulo: Libertad, 2006.

VILLAS BOAS, Benigna Maria Freitas. Avaliação Formativa e formação de professores: ainda um desafio. Revista Linhas Críticas. Brasília, v. 12, n. 22, p. 75-90, 2001. https://doi.org/10.26512/lc.v12i22.3283.

VILLAS BOAS, Virando a Escola do avesso por meio da avaliação. Campinas: Papirus, 2008.

ZANCHET, Beatriz Maria Boéssio Atrib. A prática avaliativa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem): pressupostos conceituais e implicações no contexto escolar. 2003. 400f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2003.

Downloads

Publicado

2020-07-11

Como Citar

Almeida, V. S. (2020). O Enem como instrumento de autoavaliação: um projeto não efetivado / MEC’s proposal for Enem to trigger a self-assessment: a project not carried out. Revista Educação E Políticas Em Debate, 9(2), 406–419. https://doi.org/10.14393/REPOD-v9n2a2020-54014

Edição

Seção

Dossiê: Políticas de avaliação externa e a questão da qualidade da educação no