PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DA CAPES: QUALIDADE ACADÊMICA OU CONTROLE DO ESTADO

Autores

  • Vanessa T. Bueno Campos Universidade Federal de Uberlândia - Faculdade de Educação
  • Marllon Fernandes Borges Universidade Federal de Uberlândia - Faculdade de Educação
  • Juliana Beatriz Araújo Universidade Federal de Uberlândia - Faculdade de Educação

Resumo

O presente trabalho parte de um estudo documental, bibliográfico de caráter crítico e analítico e tem como objetivo principal analisar o processo histórico da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), além de examinar como se dá esse processo de avaliação em função da regulação e controle do Estado.  A pesquisa demonstrou que o modelo de avaliação da CAPES é homogenizador e tende à padronização dos programas estatais criado a partir de modelos norte-americanos. A estratificação da qualidade que é conferida às produções é realizada de forma indireta pelo Qualis. Nesse sentido, observa-se que o programa traz lacunas no que se refere à autonomia em relação ao Estado permeado pela ausência de auto-avaliação. Mudanças são necessárias para que a avaliação ocorra partindo de um processo integrado às estruturas pedagógicas, científicas e administrativas almejando melhorar o cumprimento da responsabilidade social das Instituições de Ensino Superior (IES).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Vanessa T. Bueno Campos, Universidade Federal de Uberlândia - Faculdade de Educação

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia. Professora na Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia. E-mail: vbcampos@netsite.com.br

Marllon Fernandes Borges, Universidade Federal de Uberlândia - Faculdade de Educação

Mestrando do Programa Ciências da Saúde pela Universidade Federal de Uberlândia. Especialista em Docência no Ensino Superior pela FACED pela Universidade Federal de Uberlândia. Graduado em Educação Física pela Universidade Federal de Uberlândia. E-mail: marllonfborges@gmail.com

Juliana Beatriz Araújo, Universidade Federal de Uberlândia - Faculdade de Educação

Especialista em Docência no Ensino Superior pela Universidade Federal de Uberlândia. Supervisora escolar na rede estadual de educação de Uberlândia. Email: julianabearaujo@yahoo.com.br

Referências

ANDRÉ, M. G; GATTI, A.B. F. Avaliação de pós-graduação em debate. São Paulo, 2003.

BRASIL, Parecer CFE. C.E.Su. nº 977/1965. Conselho Federal de Educação/MEC. 1965.

CAPES. Capes historia e missão 2008. Disponível em:// www.capes.gov.br/sobre/história.html. Acessado em: 15/03/2013.

CUNHA, L. A. A Universidade Reformada. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1988, p.74.

CUNHA, L.A. Qual Universidade? São Paulo: Cortez, 1989. p.87.

DIAS SOBRINHO J. Avaliação da Educação Superior, regulação e emancipação. In: Dias Sobrinho J,; Ristoff D.I. (orgs.). Avaliação e compromisso público: a educação superior em debate. Florian Ûpolis: Insular, p-42-45, 2003.

MARCHESENI, D. C. C; MARQUES, M.V. A Educação superior brasileira e a influência dos modelos de universidades estrangeiras. Revela, v. 5, n.12, p.1-4, 2011.

MARTINS, C.B.C.A. Formação do Sistema Nacional de Pós-Grauduação. In: SOARES, Maria Susana Arrosa . (Org.). Educação Superior no Brasil. Brasília, Unesco, p. 70-106, 2002.

MENDONÇA, A.W.P.C. A pós-graduação como estratégia de reconstrução da Universidade Brasileira. Educar, Curitiba, n.21, p. 289-308, 2003.

MORAES, M.O.F. Avaliação na pós-graduação brasileira: novos paradigmas, antigas controversas. In: BIANCHETTI, L; MACHADO, A. M. N. M. (Orgs). A bússola de escrever desafios e estratégias nas orientações de tese e dissertações. São Paulo. Editora da UFSC, p. 187-214, 2002.

MOREIRA, C.O.F; HORTALE, V. A; HARTZ, Z.A. Avaliação da pós-graduação: buscando consenso. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 1, n. 1, p. 26-40, 2004.

NEDDERMEYER, D. M. A Política de Formação de Recursos Humanos no Exterior da CAPES: Visão de quem entende do assunto. INFOCAPES – Boletim Informativo, n. 3, v. 10, 2002.

ROSA, L.O.B. Cooperação acadêmica internacional: um estudo da atuação da CAPES. 2008. 126 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Socias) – Universidade de Brasília (UNB), Brasília, 2008.

SAVIANI, D. A expansão do ensino superior no Brasil: mudanças e continuidades. Poíesis Pedagógica, v. 8, n. 2, p. 4-17, 2010.

SPAGNOLO, F; CALHAU, M.C. Inforcapes - boletim informativo da Capes. v. 10, p. 7-34, 2002.

SQUISSARDI, V. A avaliação defensiva no “modelo CAPES de avaliação” – É possível conciliar avaliação educativa com processos de regulação e controle do Estado? Perspectiva, v. 24, n. 1, p. 49-88, 2006.

Downloads

Publicado

2014-09-08

Como Citar

Campos, V. T. B., Fernandes Borges, M., & Araújo, J. B. (2014). PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DA CAPES: QUALIDADE ACADÊMICA OU CONTROLE DO ESTADO. Revista Educação E Políticas Em Debate, 3(1). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/27693

Edição

Seção

Artigos