MAPEAMENTO GEOMORFOLÓGICO DO MUNICÍPIO DE AQUIDAUANA-MS, ATRAVÉS DE SENSORIAMENTO REMOTO E SIG

Conteúdo do artigo principal

Bruno Gonçalves Mendonça
Larissa do Carmo Pires
Vitor Matheus Bacani
Elias Rodrigues da Cunha
Edna Maria Facincani

Resumo

A geomorfologia vem servindo de base não apenas para a compreensão da natureza física, mas também para o conhecimento da natureza socioeconômica. Neste sentindo, o mapeamento geomorfológico se torna uma ferramenta fundamental para subsidiar estudos em níveis pedológicos, climatológicos, de uso potencial da terra, planejamento ambiental e ordenamento territorial. O objetivo do presente estudo foi mapear as formas de relevo do município de Aquidauana- MS. Os procedimentos metodológicos fundamentaram-se na interpretação digital de imagens de satélites LANDSAT-5 TM (Thematic Mapper) e dados SRTM (Shuttle Radar Topography Mission). O resultado foram os mapas: hipsométrico, clinográï¬co, orientação de vertente e geomorfológico. A utilização de técnicas de Sensoriamento Remoto e de Sistemas de Informação Geográï¬ca (SIGs) para elaboração do mapeamento geomorfológico do município de Aquidauana se concretizou de forma satisfatória, e o trabalho atendeu ao seu objetivo sendo possível caracterizar e classiï¬car 13 classes geomorfológicas na escala de 1:100.000.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
GONÇALVES MENDONÇA, B.; DO CARMO PIRES, L.; BACANI, V. M.; RODRIGUES DA CUNHA, E.; FACINCANI, E. M. MAPEAMENTO GEOMORFOLÓGICO DO MUNICÍPIO DE AQUIDAUANA-MS, ATRAVÉS DE SENSORIAMENTO REMOTO E SIG. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 68, n. 7, 2016. DOI: 10.14393/rbcv68n7-44366. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44366. Acesso em: 7 dez. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Bruno Gonçalves Mendonça, UFMS-Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Acadêmico do Curso de Geografia Bacharelado na UFMS. Atualmente Bolsista de Iniciação Científica (PIBIC).

Larissa do Carmo Pires, UFMS-Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Graduanda da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul no curso de Geografia Bacharelado, com experiência nas áreas das Geotecnologias (geoprocessamento, SIG, Sensoriamento remoto).

Vitor Matheus Bacani, UFMS-Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Possui Licenciatura Plena e Bacharelado em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS/CPTL (2005), mestrado em Geografia pela UFMS/CPAQ (2007) e doutorado em Geografia Física pela Universidade de São Paulo (FFLCH/USP).

Elias Rodrigues da Cunha, UFMS-Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Possui graduação em Geografia bacharelado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul- CPAq (2012), mestrado em Geografia UFMS/CPTL (2015). Atualmente é técnico do laboratório de Geoprocessamento na UFMS/CPAq, onde participa de pesquisas nas áreas relacionadas as Geotecnologias e Geografia Física nos seguintes temas: Sensoriamento Remoto, SIG, Geoprocessamento, Geomorfologia, Bacia Hidrográfica, Perdas de Solo, Legislação Ambiental e Zoneamento Ambiental.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)