CARACTERÍSTICAS CLIMATOLÓGICAS SAZONAIS E SUB-SAZONAIS ASSOCIADAS AOS INCÊNDIOS DE 2005 NO ACRE

Conteúdo do artigo principal

Christopher Alexander Cunningham
Liana Anderson
Foster Brown
Vera Reis

Resumo

Este estudo teve por objetivo detalhar aspectos climáticos relacionados ao período de seca que acarretou nos grandes incêndios ocorridos no Acre, durante a estação seca (junho a setembro) de 2005. Um aspecto original deste estudo foi a avaliação da variabilidade climática sub-sazonal. A avaliação dos padrões anômalos de variáveis climáticas relevantes mostrou que associações consistentes entre a superfície e a atmosfera que determinaram a severidade da estiagem de 2005. Primeiro, houve um pré-condicionamento dado que a estação chuvosa imediatamente anterior (2004-2005) foi deficiente. Segundo, os volumes de precipitação durante a estação seca de 2005 foram irrisórios, com a maior parte do estado experimentando menos de 50% da chuva esperada na estação, e algumas regiões, principalmente no leste acreano, com menos de 25%. Em uma perspectiva histórica, a estação seca de 2005 classificou-se como a menos chuvosa na série 1998 a 2014. Considerando-se uma média para toda a estação seca, a umidade relativa do ar apresentou anomalias negativas, devido a um transporte anômalo, contrário ao fluxo climatológico, de ar mais seco das latitudes mais ao sul para o sudoeste da Amazônia. De forma consistente com o déficit de umidade na atmosfera, a umidade do solo (modelo de balanço hídrico) também apresentou anomalias negativas durante a estação seca de 2005. O panorama sazonal de anomalias negativas de umidade relativa, foi resultante de dois ciclos sub-sazonais nos quais a umidade relativa do ar apresentou declínio acentuado e posterior recuperação, intercalados por um período de aproximadamente 20 dias de relativa normalidade. Em cada um destes ciclos foram atingidos valores mínimos extremos (inferiores a 1% dos mínimos da série de 1998 a 2014). Estes mínimos extremos de umidade relativa aparentam estar associados a condições mais persistentes de estiagem, condições estas que são sucedidas por um aumento de queimadas e/ou maior alastramento de incêndios. Os dois ciclos sub-sazonais mostraram associação com os movimentos de subsidência atmosférica de grande escala. Este mecanismo de subsidência mostrou-se associado com pulsos de atividade inibidora intensificada que se propagaram do Oceano Pacífico para a região do estado do Acre, de forma análoga à Oscilação de Madden-Julian.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
CUNNINGHAM, C. A.; ANDERSON, L.; BROWN, F.; REIS, V. CARACTERÍSTICAS CLIMATOLÓGICAS SAZONAIS E SUB-SAZONAIS ASSOCIADAS AOS INCÊNDIOS DE 2005 NO ACRE. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 69, n. 4, 2017. DOI: 10.14393/rbcv69n4-44335. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44335. Acesso em: 8 dez. 2022.
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)