INFRAESTRUTURA DE DADOS ESPACIAIS: EXEMPLO DO PARQUE ESTADUAL DE INTERVALES - SP

Conteúdo do artigo principal

Eduardo Tomio Nakamura
Alfredo Pereira de Queiroz Filho

Resumo

Esse trabalho apresenta uma proposta metodológica para elaboração de uma Infraestrutura de Dados Espaciais (IDE). Os procedimentos foram validados por um protótipo sobre o Parque Estadual de Intervales - SP. Os benefícios da metodologia foram descritos e as limitações discutidas. Conclui-se que as IDEs são excelentes alternativas para administrar e compartilhar dados espaciais institucionais. Sua implantação foi facilitada pela existência de tecnologia básica gratuita na Web. Considerando também as diferenças organizacionais entre as instituições, recomenda-se o desenvolvimento da IDE em estágios, de forma que a continuidade da sua implantação dependa da consolidação de cada uma das etapas precursoras. Dessa forma, o impacto das desigualdades entre as instituições participantes tende a ser minimizado, pois os novos procedimentos operacionais são incorporados progressivamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
NAKAMURA, E. T.; QUEIROZ FILHO, A. P. de. INFRAESTRUTURA DE DADOS ESPACIAIS: EXEMPLO DO PARQUE ESTADUAL DE INTERVALES - SP. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 64, n. 3, 2013. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/43815. Acesso em: 13 ago. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Eduardo Tomio Nakamura, Universidade de São Paulo - USP

Universidade de São Paulo - USP Departamento de Geografia

Alfredo Pereira de Queiroz Filho, Universidade de São Paulo - USP

Universidade de São Paulo - USP Departamento de Geografia