A pandemia começou quando os brancos chegaram

barreiras sanitárias como práticas autônomas dos povos Kaiowá e Guarani

Autores

  • Gislaine Carolina Monfort Universidade Federal da Grande Dourados
  • Juliana Grasiéli Bueno Mota Universidade Federal da Grande Dourados

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT174705

Resumo

A devastação dos territórios sociobiodiversos propagada pela sociedade moderna colonial /capitalista fundamenta a intensa crise ecológica atual. Com essa premissa, o objetivo deste artigo é apresentar uma análise sobre como o modelo de sociedade moderna e colonial coloca em risco a vida e os direitos territoriais originários dos povos indígenas, mas também a terra comum, o planeta Terra. O artista macuxi, Jaider Esbell, assim como as ñandesy e ñanderu kaiowá e guarani, contribuem significativamente para pensar a destruição e o fim do mundo propagada pelo sistema colonial-capitalista, bem como para pensar os modos de resistência anticoloniais que germinam da luta ancestral dos povos originários. A partir de entrevistas semiestruturadas com companheiros kaiowá e guarani, a maioria por meio de plataformas digitais, documentos construídos pelos conselhos tradicionais e acompanhando a mobilização política, analisamos os processos e práticas autônomas de autodefesa kaiowá e guarani em Mato Grosso do Sul, sobretudo, aquelas fortalecidas no contexto da pandemia da Covid-19 (SARS-CoV-2), como a insurgência das barreiras sanitárias, a qual constituiu umas das formas de cuidado coletivo frente à doença.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gislaine Carolina Monfort, Universidade Federal da Grande Dourados

Doutoranda no Programa de Pós Graduação em Geografia PPGG-UFGD. Atua no Geopovos Nandereko e Geografias Indígenas, Gentes, Terras.

Juliana Grasiéli Bueno Mota, Universidade Federal da Grande Dourados

Professora do curso de Geografia e Pós-graduação em Geografia da Faculdade de Ciências Humanas - FCH-UFGD. Coordena o Geopovos Nandereko e Geografias Indígenas, Gentes, Terras.

Downloads

Publicado

04-10-2022

Como Citar

MONFORT, G. C.; MOTA, J. G. B. A pandemia começou quando os brancos chegaram: barreiras sanitárias como práticas autônomas dos povos Kaiowá e Guarani. Revista Campo-Território, Uberlândia-MG, v. 17, n. 47 Out., p. 80–104, 2022. DOI: 10.14393/RCT174705. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/67158. Acesso em: 7 dez. 2022.