Modernização da agricultura, incerteza da segurança e migração da população rural no município de Frutal (MG)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT184967056

Palavras-chave:

Modernização, Migração, População rural, Envelhecimento, Frutal

Resumo

Ao longo das últimas décadas ocorreram transformações no universo da agricultura e da pecuária que ocasionaram o êxodo rural no Brasil. Neste artigo, objetivamos revelar alguns processos transformadores que repercutiram sobre a dinâmica da população rural no município de Frutal (MG). Para tanto, realizamos a revisão teórica em livros e pesquisas acadêmicas; entrevistas com representantes de instituições municipais e em três comunidades rurais frutalenses: o distrito de Aparecida de Minas, o povoado Boa Esperança e a Vila Barroso. Além disso, efetivamos o levantamento de dados censitários no IBGE e a sua representação. Constatamos que a imbricação de processos como a modernização da agricultura, as mudanças comportamentais, o envelhecimento populacional e a queda nas taxas de fecundidade resultaram no esvaziamento do campo em Frutal. Secundariamente, alia-se a isto a insegurança, pois o aumento de roubos nas propriedades rurais também pode influenciar na decisão de algumas famílias sobre a sua permanência no campo ou migração para as cidades, na contemporaneidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andreza Gomes de Souza, Universidade Federal Fluminense

Programa de Pós-Graduação em Geografia, Niterói, RJ

Downloads

Publicado

27-04-2023

Como Citar

SOUZA, A. G. de. Modernização da agricultura, incerteza da segurança e migração da população rural no município de Frutal (MG). Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 18, n. 49, p. 260–284, 2023. DOI: 10.14393/RCT184967056. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/67056. Acesso em: 17 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos