Dominação e subordinação nas relações trabalho nos canaviais de Ituiutaba, Minas Gerais, Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT153806

Resumo

O artigo tem como objetivo caracterizar o perfil dos trabalhadores envolvidos na cultura agrícola da cana-de-açúcar e investigar as suas condições de trabalho no corte da cana na microrregião de Ituiutaba, MG. O recorte territorial justifica-se pelo fato da microrregião de Ituiutaba enfrentar nas últimas décadas um intenso movimento modernizador de seus territórios rurais por conta dos investimentos do agronegócio canavieiro direcionado à produção de commodities agrícolas para exportação, pautado na superexploração da força de trabalho e dos recursos naturais. A metodologia utilizada para desenvolvimento da pesquisa parte da revisão bibliográfica para o entendimento da dinâmica do fenômeno a ser estudado e, também, para construção de referencial teórico. Outra etapa da metodologia refere-se ao levantamento de dados de fonte primária, feito através da realização de trabalho de campo cujo objetivo era identificar os sujeitos sociais envolvidos no corte da cana. Nesse momento, pautamos em entrevistas junto aos trabalhadores migrantes, principalmente, nos finais de semanas e feriados, períodos onde os mesmos tinham tempo livre para participação nas entrevistas. Destaca-se que as entrevistas bem como a identificação dos sujeitos e o uso de suas falas foi autorizado através de assinatura de termo de consentimento. Consideramos que, através dos dados obtidos, os trabalhadores, em sua maioria migrante, para serem contratados são avaliados segundo sua capacidade de produção, sua resistência física e sua subordinação aos superiores. O salário por produção implica a superexploração da força de trabalho que repercute nas condições laborais e de saúde dos trabalhadores, bem como em relações de trabalho nem sempre de longa duração e que reforçam estereótipos locais e as migrações sazonais no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Féo Castro de Araújo, Universidade de Brasília

Doutorando pela Universidade de Brasília, Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Uberlândia. Licenciado e bacharel em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia.

Fernando Luiz Araújo Sobrinho , Universidade de Brasília

Possui graduação em Geografia Licenciatura Plena pela Universidade Federal de Uberlândia (1993), graduação em Geografia Bacharelado pela Universidade Federal de Uberlândia (1995), mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Brasília (1998) e doutorado em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (2008). Atualmente é membro do núcleo docente estruturante do Departamento de Geografia da Universidade de Brasília, professor associado II da Universidade de Brasília e coordenador geral do curso geografia ead uab da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Geografia Humana, atuando principalmente nos seguintes temas: Geografia Humana, Turismo, Rede Urbana, Planejamento Urbano e Regional, Ensino de Geografia e Geografia Urbana .

Downloads

Publicado

26-02-2021

Como Citar

ARAÚJO, D. F. C. de; SOBRINHO , F. L. A. Dominação e subordinação nas relações trabalho nos canaviais de Ituiutaba, Minas Gerais, Brasil. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 15, n. 38 Dez., p. 143–172, 2021. DOI: 10.14393/RCT153806. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/53603. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos