Modo de vida e identidade no quilombo de Cordoaria

entre alterações e continuidades

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT153510

Resumo

Modo de vida e identidade se definem como fundamentos essenciais da construção social quilombola. Assim, este artigo procura analisar as alterações e continuidades no modo de vida na Comunidade Remanescente Quilombola de Cordoaria, situada no município de Camaçari-BA integrante da Região Metropolitana de Salvador (RMS), em relação com a identidade étnica afirmada por seus sujeitos sociais, nas duas primeiras décadas do século XXI. Para tanto, realizou-se pesquisa qualitativa por meio de revisão bibliográfica, com foco nas categorias modo de vida, identidade e quilombo; coleta das narrativas de vida entre os sujeitos investigados; e interpretação das falas tendo como parâmetro a análise de conteúdo, tomando-se como base os referenciais implicados na narrativa (modo de vida rural e identidade quilombola). Constatou-se que os quilombolas de Cordoaria conformam a manutenção das suas atividades cotidianas no meio rural com os laços de pertencimento ao lugar, absorvendo alterações advindas da sua proximidade e imersão na dinâmica urbano-metropolitana da RMS. Assim, a territorialidade emerge associada à defesa e resgate das tradições locais, fortalecendo os vínculos comunitários pela afirmação da identidade étnica do grupo social, com continuidades do modo de vida rural em interação com o urbano-metropolitano.

munidade tradicional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandro Araújo de Souza, Universidade Católica do Salvador -UCSal

Geógrafo e Mestrando em Planejamento Ambiental pela UCSal. Membro do Grupo de Pesquisa Desenvolvimento Sociedade e Natureza da UCSal. Especialista em Gestão Ambiental pela Escola de Engenharia Eletromecânica da Bahia. Professor de Geografia do Ensino Médio SEC/BA.

Cristina Maria Macêdo de Alencar, Universidade Católica do Salvador

Economista, Doutora em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pelo CPDA/UFRRJ (2003); Professora e pesquisadora do programa de Pós-Graduação em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social e Mestrado Profissional em Planejamento Ambiental na Universidade Católica do Salvador - UCSal. Líder do Grupo de Pesquisa Desenvolvimento, Sociedade e Natureza.

Júlio César Suzuki, Universidade de São Paulo

Doutor em Geografia Humana (USP, 2002) com pós-doutorado pela Université Paris I – Panthéon-Sorbonne (2007-2008), Université de Pau et des Pays de l’Adour (2014-2015) e Université Rennes 2 (2014-2015). Professor Doutor junto ao Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo e pesquisador associado da Biblioteca Brasiliana Mindlin. Professor e Orientador do Programa de Pós-graduação em Integração da América Latina (PROLAM) /USP.

Downloads

Publicado

30-06-2020

Como Citar

DE SOUZA, S. A.; MACÊDO DE ALENCAR, C. M.; SUZUKI, J. C. Modo de vida e identidade no quilombo de Cordoaria: entre alterações e continuidades. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 15, n. 35 Abr., p. 260–285, 2020. DOI: 10.14393/RCT153510. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/50444. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos