Reestruturação produtiva e os impactos do complexo agroindustrial da soja na microrregião de Pires do Rio (1980-2015)

Autores

  • Thalita Aguiar Siqueira Universidade Estadual de Goiás
  • Janes Socorro da Luz Universidade Estadual de Goiás (UEG)
  • Divina Aparecida Leonel Lunas Universidade Estadual de Goiás (UEG)

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT122806

Resumo

Com a modernização da agricultura a escala de produção apresenta novas dimensões, formando complexos agroindustriais - CAI. O presente trabalho objetiva analisar a reorganização produtiva da microrregião de Pires do Rio através da formação do complexo agroindustrial da soja, promovendo um rearranjo produtivo, modificando as relações de trabalho e distribuição de renda bem como impactos ao meio ambiente. Para alcançar este objetivo partiu-se dos seguintes procedimentos metodológicos: pesquisa bibliográfica teórica e documental, análise tabulação e mapeamento de dados. Por meio destes procedimentos buscou-se responder os questionamentos norteadores deste trabalho; que tipo de emprego é gerado pelo setor agroindustrial? Como a renda gerada por este setor é distribuída? Quais são os agentes realmente beneficiados por este setor? Como o meio ambiente está sendo considerado neste processo modernizante? Desta forma considerou-se que o rearranjo produtivo da microrregião de Pires do Rio por meio da constituição do complexo agroindustrial da soja se deu de forma desigual tanto espacialmente quanto na distribuição das riquezas geradas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

13-02-2019

Como Citar

SIQUEIRA, T. A.; LUZ, J. S. da; LUNAS, D. A. L. Reestruturação produtiva e os impactos do complexo agroindustrial da soja na microrregião de Pires do Rio (1980-2015) . Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 12, n. 28 Dez., 2019. DOI: 10.14393/RCT122806. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/40134. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)