O lugar da vida - Comunidade e Comunidade Tradicional

Autores

  • Carlos Rodrigues Brandão UNICAMP / IG-UFU
  • Maristela Correa Borges IG/UFU

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT91827067

Palavras-chave:

Comunidade, Comunidade Tradicional, Modos de vida, Cultura, Identidade

Resumo

Apresentamos aqui uma proposta de conceituar e caracterizar a comunidade tradicional a partir de um diálogo com diferentes autores que abordam esse tema. Partindo de uma discussão sobre o conceito de comunidade, de sua presença marcada, desejada e até mesmo contraditória no mundo atual, vamos nos aproximando do entendimento de comunidade tradicional como o lugar humano da vida. O lugar social arrancado da natureza, ou nela encravado, no qual as pessoas se reúnem para viver suas vidas e dar um sentido a elas. Comunidade é o lugar da escolha, onde os grupos humanos livremente se congregam. A comunidade tradicional possui uma identidade e uma vocação caracterizada pela: transformação/convivência únicos com a natureza; autonomia; autoctonia; memória de lutas passadas e histórias atuais de resistência e a experiência partilhada de viver em territórios cercados e ameaçados pelas atuais formas de uso, ocupação e organização das sociedades atuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Rodrigues Brandão, UNICAMP / IG-UFU

Antropólogo, professor do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social/UNICAMP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Geografia/IG/UF

Maristela Correa Borges, IG/UFU

Doutoranda em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia/IG/UFU

Downloads

Publicado

11-07-2014

Como Citar

BRANDÃO, C. R.; BORGES, M. C. O lugar da vida - Comunidade e Comunidade Tradicional. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 9, n. 18 Jun., 2014. DOI: 10.14393/RCT91827067. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/27067. Acesso em: 13 jul. 2024.

Edição

Seção

6 - Educação do campo: concepções práticas de educação popular