O PRODECER (re)visitado: as engrenagens da territorialização do capital no Cerrado

Autores

  • Vera Lúcia Salazar Pessôa UFG/Regional Catalão
  • Maria Erlan Inocêncio UEG/Pires do Rio

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT91826927

Palavras-chave:

Modernização da agricultura, Cerrado, PRODECER, Territorialização

Resumo

As transformações ocorridas no Cerrado a partir das políticas de modernização da agricultura implantadas na década de 1970 possibilitaram uma nova configuração econômica nessa área. O uso intensivo de capital foi responsável pela expansão agrícola e ocupação do Cerrado e fez com que esse território assumisse importância estratégica para o desenvolvimento de uma agricultura moderna, com altos índices de produtividade. A intervenção do Estado foi estratégica diante do quadro político no qual o país se encontrava após o Golpe Militar de 1964. Modernizar era a palavra-chave para se alcançarem os objetivos do desenvolvimento, mais econômico do que propriamente social. O objetivo do texto é mostrar as transformações ocorridas a partir da territorialização do PRODECER, destacando o papel do Estado no processo de apropriação territorial de vastos espaços do Planalto Central.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26-06-2014

Como Citar

PESSÔA, V. L. S.; INOCÊNCIO, M. E. O PRODECER (re)visitado: as engrenagens da territorialização do capital no Cerrado . Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 9, n. 18 Jun., 2014. DOI: 10.14393/RCT91826927. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/26927. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

9 - Dinâmicas territoriais do Cerrado

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>