Abordagens sobre o território e a territorialidade das comunidades sertanejas do Cerrado da Chapada das Mesas / MA

Autores

  • Ana Rosa Marques Universidade Estadual do Maranhão
  • Maria Lídia Bueno Fernandes Universidade de Brasília
  • José Fernando Rodrigues Bezerra Universidade Estadual do Maranhão
  • Quésia Duarte Silva Universidade Estadual do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT91926087

Palavras-chave:

Parque Nacional da Chapada das Mesas, Território, Territorialidade, Cultura Sertaneja, Cerrado

Resumo

Este trabalho apresenta reflexões acerca das transformações que ocorrem no sertão sul do Estado do Maranhão, município de Carolina e seu entorno. Aborda aspectos do universo cultural das populações que habitam aquele território, bem como sua relação com o meio natural. Apresenta o grupo humano tradicional - o sertanejo - que desenvolve o seu modo de vida por meio da roça para subsistência, da extração de recursos naturais do cerrado, e do trabalho com a criação de gado no sistema extensivo. Analisa a territorialidade do sertanejo impressa na paisagem por meio de sua cultura e de sua intensa convivência com o ambiente. O trabalho buscou desvelar a forma como esse grupo apropria-se do espaço e o transforma. Entretanto, este modo de vida e o meio natural são impactados na atualidade em virtude da modernização dos processos de produção relacionados ao agronegócio e da implantação do PNCM (Parque Nacional da Chapada das Mesas). Os procedimentos metodológicos seguiram uma abordagem predominantemente qualitativa. Foi constatado que o modo de vida da comunidade é tradicional e ocorre basicamente da mesma forma com que seus antecessores, também habitantes da região, viviam e percebiam o ambiente, seja na forma de construção de suas casas, no preparo dos alimentos, das suas crenças, das suas atividades de subsistência, provocando pouca alteração na paisagem natural. Espera-se contribuir com o conhecimento e a valorização dessa cultura subsidiando as políticas de ordenamento territorial que estão em desenvolvimento nesta região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Rosa Marques, Universidade Estadual do Maranhão

Professora Doutora Departamento de História e Geografia

Maria Lídia Bueno Fernandes, Universidade de Brasília

Professora Doutora

José Fernando Rodrigues Bezerra, Universidade Estadual do Maranhão

Professor Doutor

Quésia Duarte Silva, Universidade Estadual do Maranhão

Sou professora do Departamento de História e Geografia, vinculada ao Curso de Geografia. Tenho trabalhado com as matérias Geomorfologia, Geografia Física do Brasil Geografia Física do Maranhão. Desenvolvo pesquisas na área de mapeamento geomorfológico, estudos em bacias hidrográficas e análise de áreas de risco à enchentes e inundações.

Downloads

Publicado

30-10-2014

Como Citar

MARQUES, A. R.; FERNANDES, M. L. B.; BEZERRA, J. F. R.; SILVA, Q. D. Abordagens sobre o território e a territorialidade das comunidades sertanejas do Cerrado da Chapada das Mesas / MA. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 9, n. 19 Out., p. 472–507, 2014. DOI: 10.14393/RCT91926087. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/26087. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos