Entre a Ferrovia do Diabo e o Trem Fantasma: uma viagem pela história da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré

Autores

  • Murilo Mendonça Oliveira de Souza Universidade Federal de Uberlândia - UFU

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT5911934

Palavras-chave:

Rondônia, Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, Usinas Hidrelétricas do rio Madeira, Colônia Agrícola do Iata

Resumo

Esta narrativa refere-se às reflexões resultantes de uma viagem realizada durante sete dias do mês de fevereiro de 2009, às margens da antiga Estrada de Ferro Madeira Mamoré (EFMM). Apresento aqui as observações e impressões a partir de diálogos informais com ribeirinhos, garimpeiros, camponeses e outros moradores das margens da antiga ferrovia. No contexto geral, busquei traçar uma reflexão sobre a importância histórica da estrada de ferro e os acontecimentos atuais, em especial, ligados à construção das Usinas Hidrelétricas do vale do rio Madeira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Universidade Federal de Uberlândia - UFU

Doutorando em Geografia pelo Programa de Pós Graduação do Instituto de Geografia da UFU

Downloads

Publicado

26-02-2010

Como Citar

SOUZA, M. M. O. de. Entre a Ferrovia do Diabo e o Trem Fantasma: uma viagem pela história da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré . Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 5, n. 9 Fev., p. 237–246, 2010. DOI: 10.14393/RCT5911934. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/11934. Acesso em: 2 mar. 2024.

Edição

Seção

Relato de experiência