LUGARES-CONVERGENTES DE RELIGIOSIDADE POPULAR: USOS, DES-USOS E ABUSOS DAS GEOSSACRALIDADES NOS SERTÕES CEARENSES.

Autores

  • Emilio Tarlis Mendes Pontes Instituto Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG228054935

Palavras-chave:

Religiosidade popular, Sertão, Geossacralidades, Hierópolis

Resumo

Os cultos e preceitos religiosos de tradições cristãs/católicas nos sertões nordestinos entremeiam uma miscelânea de aspectos socioculturais que perpassam a herança dogmática heteronômica eclesial romana, abrangendo em sua práxis elementos afros, ameríndios, europeus, mouros e asiáticos. Os lugares comunitários onde ocorrem as manifestações podem ser tanto igrejas, santuários e/ou marcos arquitetados e institucionalizados pela Igreja Católica quanto uma pluralidade de geossímbolos aqui denominados de lugares-convergentes de religiosidade popular, cujo processo de formação sincrético-religioso nos sertões está prenhe de geossacralidades. O presente artigo objetiva analisar os usos, des-usos e abusos de práticas religiosas  marcantes na cultura nordestina no tocante às contemporâneas formas de manipulação das massas, geradoras de espaços-mundos que se perpetuam como manutenção do poder através do iletramento religioso e associadas a questões de ordem política, visam a permanência de determinados núcleos de poder nos sertões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emilio Tarlis Mendes Pontes, Instituto Federal do Ceará

Dr. em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco.

Downloads

Publicado

05-04-2021

Como Citar

PONTES, E. T. M. LUGARES-CONVERGENTES DE RELIGIOSIDADE POPULAR: USOS, DES-USOS E ABUSOS DAS GEOSSACRALIDADES NOS SERTÕES CEARENSES. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 22, n. 80, p. 253–266, 2021. DOI: 10.14393/RCG228054935. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/54935. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos