PROGRAMA DE CONCESSÃO DE RODOVIAS EM SÃO PAULO E NOVOS AGENTES ECONÔMICOS DO PERÍODO CONTEMPORÂNEO. UMA LEITURA GEOGRÁFICA DO PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E DOS REPASSES DE ISSQN AOS PEQUENOS MUNICÍPIOS

Autores

  • Fabricio Gallo Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG217752542

Palavras-chave:

Concessão de rodovias, Território usado, Planejamento territorial, Estado de São Paulo, Pequenos municípios

Resumo

Busca-se iniciar uma reflexão acerca do papel do Estado brasileiro como agente significativo no processo de uso do território no período atual. O que se verificou foi a mudança do papel do Estado, atuando agora como regulador e não mais como provedor de alguns serviços, através de privatizações, concessões e PPPs. Como compromisso analítico é sugerido um estudo das práticas de concessão de rodovias que ganharam espaço ao longo das últimas décadas. Um aspecto relevante visa entender a relevância fiscal da implantação das praças de pedágio para os municípios do estado paulista já que segundo estabelecido pelos contratos de concessão, as empresas concessionárias são obrigadas a repassar 5% do valor bruto de suas receitas com pedágio para os munícipios. Esse repasse se dá pela forma de Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN), tendo direito a receber aqueles municípios cuja rodovia concessionada cruza seu território. Neste texto analisamos os municípios que recebem repasses oriundos da concessão rodoviária administrada pela empresa Entrevias S.A.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabricio Gallo, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”

Depto. de Geografia e Planejamento Ambiental, Rio Claro, SP, Brasil.

Downloads

Publicado

01-10-2020

Como Citar

Gallo, F. (2020). PROGRAMA DE CONCESSÃO DE RODOVIAS EM SÃO PAULO E NOVOS AGENTES ECONÔMICOS DO PERÍODO CONTEMPORÂNEO. UMA LEITURA GEOGRÁFICA DO PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E DOS REPASSES DE ISSQN AOS PEQUENOS MUNICÍPIOS. Caminhos De Geografia, 21(77), 165–179. https://doi.org/10.14393/RCG217752542

Edição

Seção

Artigos