MAPEAMENTO DO USO E OCUPAÇÃO DA TERRA DE SANTO ANTÔNIO DO MONTE - MG ATRAVÉS DE TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO AO LONGO DE 35 ANOS

Autores

  • Ezequiel Faria Licenciando em Geografia pelo IFMG, Campus Ouro Preto
  • Jairo Rodrigues Silva Professor do CODAGEO do IFMG Campus Ouro Preto
  • Pedro Luiz Teixeira Camargo Doutorando em Evolução Crustal e Recursos Naturais (UFOP-MG)

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG196614

Palavras-chave:

Geoprocessamento, Sensoriamento Remoto, Uso e Ocupação da Terra, Banco de Dados Cartográfico.

Resumo

O município de Santo Antônio do Monte está localizado na mesorregião geográfica Oeste de Minas Gerais. Ao longo dos anos o local vem passando por problemas de degradação ambiental devido ao crescimento populacional e econômico, resultando na diminuição das áreas de vegetação nativa. Em busca de suprir a falta de informações sobre as características naturais do município, surgiu a oportunidade de elaboração desta pesquisa, onde o principal objetivo foi gerar e analisar os mapas de uso e ocupação da terra referente aos anos de 1984, 1994, 2004 e 2015, dando-se destaque para as análises acerca das alterações na vegetação nativa e nos corpos d'água que permitiram uma visão multitemporal da área estudada. A metodologia utilizada nesta pesquisa baseou-se na utilização das técnicas de geoprocessamento, com destaque para a classificação de imagens de satélite utilizando imagens Landsat TM 5 e Landsat OLI 8. Considerando-se o período de 41 anos, o mapa de uso e ocupação da terra permitiu compreender as alterações ambientais, onde se destaca uma maior intensidade de degradação ambiental a partir dos anos 1990, justamente no período onde ocorreu um grande avanço e expansão da tecnologia destinada à mecanização agrícola e agropecuária, ocorrendo conjuntamente a diminuição das áreas de vegetação nativa. Foi possível ainda identificar a diminuição dos corpos d'água locais ao longo do tempo de estudo, situação esta que não foi exclusiva de Santo Antônio do Monte, mas que pode ter contribuído com a falta de água vivenciada na cidade entre 2014 e 2015. Através destes resultados, espera-se que o poder público municipal otimize seu planejamento territorial e invista em políticas públicas de preservação ambiental e conservação dos recursos hídricos, buscando assim evitar novos períodos de estiagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ezequiel Faria, Licenciando em Geografia pelo IFMG, Campus Ouro Preto

Licenciando em Geografia pelo IFMG, Campus Ouro Preto

Jairo Rodrigues Silva, Professor do CODAGEO do IFMG Campus Ouro Preto

Geógrafo, Doutor em Geografia e Professor do CODAGEO do IFMG Campus Ouro Preto

Pedro Luiz Teixeira Camargo, Doutorando em Evolução Crustal e Recursos Naturais (UFOP-MG)

Pedro Luiz Teixeira de Camargo - Professor e Biólogo (CRBio: 70457/04-D) Especialista em Ensino a Distância, Gestão Ambiental e Mestre em Sustentabilidade Doutorando em Evolução Crustal e Recursos Naturais (UFOP-MG)

Downloads

Publicado

18-07-2018

Como Citar

FARIA, E.; SILVA, J. R.; CAMARGO, P. L. T. MAPEAMENTO DO USO E OCUPAÇÃO DA TERRA DE SANTO ANTÔNIO DO MONTE - MG ATRAVÉS DE TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO AO LONGO DE 35 ANOS. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 19, n. 66, p. 203–217, 2018. DOI: 10.14393/RCG196614. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/39198. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos