DIMENSÃO POLÍTICA NA ANÁLISE DOS IMPACTOS SOCIOTERRITORIAIS DE ASSENTAMENTO RURAL EM CRISTALÂNDIA-TO

Autores

  • Cíntia Souza Dantas da Silva Instituto Federal do Tocantins

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG144519725

Palavras-chave:

assentamentos rurais, reordenação territorial, impactos socioterritoriais

Resumo

Este estudo tem como objetivo abordar os impactos socioterritorias do/no assentamento rural Padre Josimo I e II no município de Cristalândia-TO e entorno. Os impactos são resultados das ações dos sem terra por meio da ocupação de latifúndios e da conquista da terra. Os assentamentos representam, primeiramente, o processo de reordenação territorial através da formação de pequenas unidades produtoras e, como consequência, o processo de fortalecimento da agricultura camponesa. O procedimento metodológico adotado foi o levantamento de teóricos que tratam da temática dos assentamentos rurais ligados ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) relacionando-os aos conceitos de território e territorialização a fim de compreender a temática socioterritorial que compreende mudanças provocadas pelos movimentos sociais envolvidos na luta pela terra. Trabalhamos o estudo sob a visão política a fim de apresentarmos algumas contribuições para a compreensão dos impactos socioterritoriais no processo de formação do assentamento, como também nos processos de espacialização e territorialização na luta pela terra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cíntia Souza Dantas da Silva, Instituto Federal do Tocantins

Secretária Executiva Trilíngue Ma. em Desenvolvimento Regional Professora e Coordenadora da Área de Gestão e Negócios Instituto Federal do Tocantins - Campus Palmas

Downloads

Publicado

27-03-2013

Como Citar

DA SILVA, C. S. D. DIMENSÃO POLÍTICA NA ANÁLISE DOS IMPACTOS SOCIOTERRITORIAIS DE ASSENTAMENTO RURAL EM CRISTALÂNDIA-TO. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 14, n. 45, p. 137–151, 2013. DOI: 10.14393/RCG144519725. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/19725. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos